27 de maio de 2022

Delegacia envia 5.779 inquéritos de violência contra a mulher à Justiça em 2021

Um total de 5.779 inquéritos policiais instaurados pelas três unidades da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) foram remetidos ao Poder Judiciário em 2021. Os dados da Divisão de Recebimento, Análise e Distribuição de Inquéritos (Drad), da  Polícia Civil do Amazonas PC-AM. 

Entre os crimes contra a mulher mais registrados em 2021 estão o de ameaça, com 6.540 ocorrências, e injúria com 3.712, segundo o Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp).

De acordo com a delegada Débora Mafra, titular da DECCM centro-sul, os números são positivos e mostram o empenho das equipes policiais no combate aos crimes contra as mulheres no Amazonas. A autoridade policial ressaltou a importância das vítimas de violência denunciarem seus agressores.

“A partir das denúncias, nossas equipes entram em campo para tirar essas vítimas do ambiente de violência em que vivem, inclusive com apoio social e psicológico para que elas se sintam acolhidas”, enfatiza Débora Mafra.

A PC-AM conta com três DECCMs, que estão situadas nos bairros Parque Dez de Novembro, zona centro-sul; Cidade de Deus, zona norte; e Colônia Oliveira Machado, zona sul da capital amazonense.

“Estamos em diferentes zonas da cidade para proporcionar as vítimas um atendimento imediato, rápido e mais próximo delas, que muitas vezes não tinham condições financeiras para procurar as delegacias mais distantes. Hoje, elas vêm à delegacia, registram suas ocorrências, tem todo um atendimento policial e, se for percebido que essa vítima precisa de um atendimento psicossocial, ela é encaminhada ao Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (Cream), que faz esse atendimento”, explicou ela.

Operações

Entre as principais operações deflagradas está a Operação Resguardo, que ocorreu em março de 2021, e resultou em 104 prisões e mais de 3 mil mulheres atendidas. Também houve a Operação Maria da Penha, deflagrada em agosto, que culminou em 22 prisões por violência doméstica e 650 mulheres atendidas.

”Todas essas operações ocorreram em parceria com a Ronda Maria da Penha, da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e o Serviço de Apoio Emergencial à Mulher (Sapem), da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc). Esse trabalho é desempenhado para salvar vidas”, ressaltou a delegada

Denúncias – As denúncias devem ser realizadas pelo 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Caso a violência esteja ocorrendo no momento da denúncia, é recomendável entrar em contato imediatamente pelo 190, da PMAM, para um possível flagrante.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email