Inflação nos EUA está em nível preocupante, segundo o FED-Atlanta

O presidente do FED (Federal Reserve, o banco central dos EUA) de Atlanta (Geórgia), Dennis Lockhart, afirmou na quarta-feira que a alta dos preços ao consumidor nos Estados Unidos se encontra em um nível “elevado e inquietante”, que justificaria um aumento nas taxas de juros caso a tendência persista.
Lockhart recordou, em uma conferência universitária em Atlanta, que a inflação anual americana alcançou 5,6% em julho, o nível mais elevado desde 1991.
Ele destacou que nos últimos três meses, os custos que uma família urbana média precisa pagar aumentaram, em ritmo anual, mais de 10%, em parte por causa das subidas dos preços dos combustíveis e alimentos.
Para Lockhart, a estratégia do Federal Reserve de não mexer na taxa básica de juros, a 2%, é justificada, porque segundo Dennis Lockhart a inflação deve, agora, sofrer uma freada.
“As altas recentes de preços são provavelmente passageiras”, explicou.
“Porém, além da medida que se adotar, a inflação nos Estados Unidos é muito alta e não podemos permanecer tranqüilos”, advertiu Dennis.
Lockhart, que neste ano não vota no Comitê de Política Monetária do FED, se declarou disposto a mudar de posição e favorecer um aumento das taxas de juros se as empresas e os consumidores se habituarem à idéia de preços elevados.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email