Inflação medida pelo IPC-S cai em seis capitais

Porto Alegre foi a capital brasileira mais favorecida por uma desaceleração no reajuste de preços, como aponta pesquisa sobre inflação das capitais brasileiras da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Porto Alegre foi a capital brasileira mais favorecida por uma desaceleração no reajuste de preços, como aponta pesquisa sobre inflação das capitais brasileiras da FGV (Fundação Getúlio Vargas).
O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor – Semanal) da capital gaúcha teve variação de 0,23% no período de quatro semanas até o dia 15 do mês de agosto. Na quadrissemana até o dia 7 de agosto, a variação do IPC-S havia sido confirmada em 0,65%.
No cálculo geral, o IPC-S do dia 15 teve alta de 0,34%, 0,10 ponto percentual abaixo da apurada no período imediatamente anterior -encerrado em 7 de agosto.
A FGV também detectou essa desaceleração no Rio de Janeiro e em São Paulo. Na primeira capital, o IPC-S teve alta de 0,15% ante 0,20% no período anterior. Na capital paulista, o indicador apontou inflação de 0,36% ante 0,51% na quadrissemana até dia 7.
Belo Horizonte foi a única capital das sete pesquisadas em que a tendência de inflação foi oposta: na capital mineira, o IPC-S apresentou variação de 0,60% até o dia 15, ante uma variação de 0,43% no período anterior.
Em São Paulo, a FGV detectou uma forte desaceleração nos preços do grupo Alimentos. A variação percentual registrou queda progressiva nas últimas quadrissemanas: 1,98%; 1,18%; 0,50% e finalmente uma deflação de 0,02%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email