16 de abril de 2021

Inflação da construção civil sobe em menor ritmo no mês

O INCC-M (Índice Nacional de Custo da Construção - Mercado), que mede a inflação na construção civil, subiu 0,20% em setembro, abaixo do resultado de agosto, quando avançou 0,22%

O INCC-M (Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado), que mede a inflação na construção civil, subiu 0,20% em setembro, abaixo do resultado de agosto, quando avançou 0,22%. Até setembro, o INCC-M acumula altas de 6,40% no ano e de 6,94% em 12 meses. O índice representa 10% do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado).
Ao detalhar o desempenho do índice em setembro, a FGV informou que os preços de materiais, equipamentos e serviços subiram 0,35% este mês, sendo que, em agosto, a inflação deste segmento foi mais intensa, de 0,38%. Já os preços de mão de obra subiram 0,04% este mês, após registrarem alta de 0,06% em agosto. Entre os produtos pesquisados para cálculo do indicador, a FGV informou que as mais expressivas elevações de preço na construção civil foram apuradas em tijolo/telha cerâmica (1,52%); condutores elétricos (4,06%); e tubos e conexões de PVC (2,33%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em vergalhões e arames de aço ao carbono (-0,76%); tinta a base de PVA (-2,10%); e massa corrida para parede – PVA (-0,87%). Em janeiro, a FGV, que calcula os IGP-Índices Gerais de Preços (IGPs), anunciou que passará a divulgar o desempenho do INCC-M isoladamente, antes da divulgação do IGP-M de cada mês. O IGP-M de setembro deve ser anunciado na quarta-feira. Em seu informe, a FGV lembra que o INCC-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email