Pesquisar
Close this search box.

Industrial do Ano 2024 entrega Ordem do Mérito Industrial concedida pela CNI para empresários no Amazonas

Pricila de Assis

Insta: @pricila_assis   Face: @jcommercio

A Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas) realizou, no último sábado (25), o tradicional evento “Prêmio Industrial do Ano” com o reconhecimento de empresários que se destacaram no Estado. Neste ano, também foi feita a entrega da medalha de Ordem do Mérito Industrial da CNI (Confederação Nacional da Indústria). 

A insígnia é a mais importante honraria atribuída pela indústria brasileira voltada para personalidades e instituições que, se destacam e geram expansão no setor produtivo, econômico e social. O evento Industrial do Ano foi realizado, no último sábado (25), no Sesi Clube do Trabalhador. A sessão especial reuniu empresários e autoridades civis e militares.

Ao todo seis empresários foram destaques durante a noite de cerimônia. O “Prêmio Industrial do Ano”, acontece há 22 anos no Amazonas. A celebração é uma forma de continuar incentivando as empresas a manter qualidade e nível de excelência em suas produções, que fomentam cada vez mais o setor econômico do Amazonas.

“Este encontro com grandes nomes da indústria do nosso Estado, é muito importante e especial, onde a federação reconhece e premia aqueles que fizeram acontecer durante o ano, tanto pessoas como empresas a exemplo de Gilberto Novaes, da Transire, que recebeu a medalha do mérito industrial brasileiro da CNI, a mesma medalha para o Irani Bertolini e o Cláudio Antônio Barrella da Tutiplast. Além dos homenageados que fizemos questão de agraciar publicamente os seus feitos excepcionais, não apenas sendo um diferencial para o mercado industrial no Amazonas, mas para o país, que é o caso da Recofarma Indústria, que é a segunda maior fábrica de concentrados do mundo”, disse o presidente da Fieam, Antonio Silva.

Agostinho Freitas, Industrial do Ano

O diretor-presidente da Arcoma da Amazônia, Agostinho Freitas, agradeceu o reconhecimento da Fieam aos 32 anos de dedicação ao empreendedorismo. O empresário do ramo de artefatos de concreto e elementos pré-fabricados convencionais e protendidos para infra e supra estruturas tributou o seu sucesso a familiares, inclusive os que foram marcantes em sua jornada acadêmica, aos amigos, sócios e colaboradores, pela inspiração, apoio e constante dedicação às suas duas empresas, Arcoma e ARC Engenharia.

         “Recebo este prêmio como um estímulo para continuar a inovar e contribuir para o desenvolvimento econômico e social do estado do Amazonas. Continuaremos a enfrentar desafios, a aproveitar as oportunidades e a construir um futuro ainda mais promissor, proporcionando emprego e bem-estar aos nossos 250 colaboradores”, expressou o homenageado.

“Quando a gente começou, não tinha nenhuma ideia, mas não esperava esse prêmio esse ano. Então foi uma surpresa. Isso dá força para progredir cada vez mais no setor. A nossa empresa está há 32 anos no mercado e, nos especializamos em artefatos de concreto, pré-fabricados de concreto. No Amazonas, não existia indústrias que fizessem esse tipo de serviço, então conseguimos implementar, isso é uma evolução”, esclarece.

Recofarma, Empresa Exportadora do Ano

“O reconhecimento de sermos a principal empresa exportadora do ano de 2023, especialmente por ser a 12ª vez que conquistamos este prestigioso título, reflete não apenas o nosso comprometimento com a excelência, mas também solidifica nossa reputação no mercado e reforça nosso vínculo com este magnífico estado”, disse a gerente geral da Recofarma, Milena Perez.

A gerente recebeu o prêmio das mãos do desembargador João de Jesus Abdala Simões, presidente do Tribunal Regional do Estado do Amazonas, acompanhado de Antonio Silva. Na ocasião, Perez afirmou que a Recofarma, aos 34 anos de operação no Amazonas, destacou-se por seu inabalável compromisso com a excelência na produção e exportação.

“Com um valor de exportação próximo a 1 bilhão de reais (R$ 957.162.353,15) em 2023, continuamos a investir em tecnologia e inovação para assegurar a qualidade e segurança dos concentrados e de bebidas destinados aos mercados do Brasil, Colômbia, Venezuela, Bolívia, Paraguai e Uruguai”, enfatizou.

Milena Perez lembra que a empresa recebe pela 17ª a justa homenagem, destacando-se como “Exportadora do Ano de 2023”. A empresa está há mais 34 anos instalada no Amazonas, sendo a quarta maior operação de concentrados da Coca-Cola no mundo.

“Celebramos mais uma vez o prêmio de maior exportadora do polo industrial. Foram quase um bilhão de reais exportados no ano de 2023, mesmo com todas as dificuldades, reforçando também o nosso compromisso e a resiliência aqui no estado de continuar fazendo essa balança comercial cada vez mais positiva”, finaliza.

Gisele Auad, Microindustrial do Ano

A CEO da Nutriceutica – Nutrição Parenteral Especializada, Gisele Auad, “Microindustrial do Ano 2024”, assinalou que a semente do sonho que formou a sua empresa nasceu do desejo em trazer um serviço responsável e de qualidade no fornecimento de formulações de nutrição parenteral para pacientes desde a faixa de neonatais, prematuros extremos até pacientes adultos.

Auad também fez agradecimentos especiais ao Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), onde a Nutriceutica reside.  “O CIDE nos recebeu e acolheu a semente do nosso sonho, que hoje aqui já é uma árvore jovem, deixou de ser apenas uma semente. Conseguimos ultrapassar várias dificuldades, inclusive na pandemia, e, 12 anos depois, estamos aqui, honrosamente, recebendo essa homenagem”.

Gisele Auad atua com a Nutracêutica Comércio de Produtos Farmacêuticos, desde 2012, no preparo de formulações de nutrição parenteral personalizadas, uma terapia dedicada a pacientes que necessitam de alimentação por via intravenosa.

“Foi uma honra estar recebendo esse prêmio tão essencial para incentivar a nós que atuamos fortemente no Amazonas. É reconhecimento de um trabalho grande que fazemos na área da terapia nutricional parenteral, atendendo aos recém-nascidos prematuros, nascidos nas principais maternidades”, explica.

Ordem do Mérito Industrial da CNI

         A Fieam, excepcionalmente, realizou este ano a entrega da medalha Ordem do Mérito Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a mais importante condecoração da instituição, a três empresários do Amazonas: Claudio Barrella,  com uma história de mais de 30 anos dedicados à indústria amazonense, fundador da Tutiplast, empresa especializada em injeção plástica de produtos para diversos setores industriais; Irani Bertolini, responsável por gerar cerca de cinco mil empregos diretos por meio de suas diversas empresas especialmente voltada ao ramo logístico, sob a liderança da TBL – Transportes Bertolini Ltda; Gilberto Novaes, CEO da Transire Eletrônicos, que domina 80% do mercado de terminais de pagamento automático, os POS (Point Of Sale), e leitores de cartões.

Mérito Industrial – Irani Bertolini

O empresário Irani Bertolini, criou em 1976 a sua empresa, mas em 1978 passou a operar a Transportes Bertolini Ltda (TBL), especializada em transporte rodofluvial, tornando-se líder no setor com matriz em Manaus e 24 filiais em diversos estados brasileiros na região Norte, além de fundar empresas que geram cerca de cinco mil empregos diretos.

“Já fui homenageado pela Fieam como empresário do ano, agora é uma satisfação receber essa medalha, porque isso injeta no sangue da gente um entusiasmo de continuar empreendendo na Amazônia, ainda mais com a minha história, que cheguei aqui em 1976, tinha um caminhão Mercedes, era caminhoneiro autônomo e os empresários daqui me receberam muito bem e me entusiasmaram para montar uma transportadora e eu fiz isso. Comecei transportando móveis do Rio Grande do Sul para cá. Depois, em 1993, eu vim morar em Manaus e continuei empreendendo aqui. Hoje tenho negócios que ofertam dois mil empregos em Manaus e também vinte e tantas unidades espalhadas pelo Brasil afora”, ressalta.

Cláudio Barrella

O engenheiro químico Cláudio Barrella fundou em 1993 a Tutiplast Indústria e Comércio Ltda, no bairro da Glória, posteriormente transferida para um galpão no bairro Santo Antônio, até se estabelecer no Armando Mendes. Ele agradeceu o reconhecimento da Fieam e da CNI pelos anos de dedicação à empresa, que é atualmente um dos prestadores de serviços mais estáveis do subsetor termoplástico do PIM (Polo Industrial de Manaus).

“Recebo esse prêmio dividindo com toda a nossa sociedade amazonense, que tudo que eu construí, construí aqui junto com esse povo maravilhoso. Quero também distribuir cada pedacinho dessa medalha com todos os meus colaboradores, os meus clientes, os meus fornecedores. Divido esse prêmio com todo esse pessoal que esteve comigo nesses 47 anos, que a gente não faz nada sozinho. Hoje, como dizem, no segmento do plástico, a gente começou numa garagem com três funcionários há 30 anos atrás, agora a gente gera 1.800 empregos diretos, e mais quase 9 mil em indireto. Somos líderes no mercado, somos uma empresa que fazemos trabalho a nível tecnológico bastante evoluído, temos uma pegada de inovação e a nossa empresa está se dedicando, também, a outras atividades ligadas ao plástico, mas de forma sustentável, no interesse de contribuir com a região”, pontua.

Gilberto Novaes

O CEO da Transire Eletrônicos, Gilberto Novaes, veio para Manaus, em 2015, sendo atraído pelos incentivos fiscais, iniciando a Transire Eletrônicos, empregando mais dois mil colaboradores.

“Essa justa medalha reconhece as 42 milhões de maquininhas no Brasil de cartão de crédito, onde todos têm acesso, todos usam nosso equipamento, e é uma homenagem que não é para mim, na realidade, são o para os meus colaboradores, porque eles que fabricam, eles que fazem, então é um orgulho pra todos nós, aonde for, em qualquer lugar do Brasil, ver as nossas maquininhas, isso é fantástico. No momento muito me orgulho de estar empregando mais de 2.500 pessoas, isso transforma a gente em ser um case diferente e dar esperança para um monte de gente que veio do zero, porque eu vim do zero, no agora juntos podemos continuar contribuindo na fomentação econômica no Estado”, conta.

Redação

Jornal mais tradicional do Estado do Amazonas, em atividade desde 1904 de forma contínua.
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

Pesquisar