Indústria quer apóio do governo

Por Gilbernilson Oliveira

A maior parte das empresas do Amazonas ainda não se adequou à legislação estadual, que obriga a concessão de auxílio- creche aos trabalhadores com mais de 30 funcionários.
O presidente do Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), Mauricio Loureiro, informou que o grande problema das empresas em cumprir essa legislação se deve a falta de oferta de creches no Estado.”A grande dificuldade é que o Estado não oferece um número desses estabelecimentos suficiente para atender a necessidade das empresas locais, então, não há condições de cumprirmos essa legislação, enquanto não houver vagas suficientes na cidade”, informou.
O representante das indústrias do Amazonas reivindica a intercessão do governo estadual para que as empresas tenham condições de oferecer creches a seus funcionários.
“O governo do Estado precisa ser o nosso parceiro nesse processo, porque ele pode fazer creche, essa não é tarefa do setor empresarial”, reivindicou Maurício Loureiro, em debate realizado ontem pela manhã na rádio Globo AM, 1440, khz sobre a atual situação do PIM (Pólo Industrial de Manaus), que contou com a participação do diretor executivo do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, Edílson Pinheiro.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email