Indústria mantém forte recuperação

Setor mais afetado pela crise, a indústria segue em forte recuperação e teve o maior impulso dentro do PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre, retornando ao patamar observado no terceiro trimestre de 2008, antes da eclosão da crise.
Na comparação com igual período em 2009, o segmento apresentou elevação de 14,6%, maior expansão desde o início da série histórica, em 1996. Ante o quarto trimestre, subiu 4,6%.
“A indústria foi bastante afetada pela crise, e portanto, há uma base de comparação mais fraca. Mas desde o terceiro trimestre do ano passado, em o crescimento vem sendo contínuo, nesse patamar acima de 3%”, afirmou a gerente de contas trimestrais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Rebeca Palis.
A indústria de transformação liderou o avanço do setor, com alta de 17,2% frente ao primeiro trimestre de 2009. Trata-se, também, da maior variação da série. A produção de máquinas e equipamentos capitaneou a expansão da indústria de transformação, que representa 61% do total da indústria.
A construção civil cresceu 14,9% ante o período de janeiro a março do ano passado. Essa variação, a exemplo da indústria de transformação, é recorde na série. Esse impulso foi influenciado pela retomada do crédito e pelo aumento de contratações no setor, impactado pelo maior volume de obras públicas.
A indústria extrativa mineral ampliou a produção em 13,6%, maior variação desde o segundo trimestre de 2004, quando havia avançado 14,5%. Essa forte expansão foi determinada pela produção de minério de ferro, que subiu 52% ante o primeiro trimestre de 2009. Durante a crise, a indústria de minério de ferro foi bastante afetada pela crise.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email