A expansão do setor industrial atingiu, conforme o IBGE, 4,8% no acumulado dos seis primeiros meses deste ano, embora na comparação entre os meses de junho e maio o crescimento tenha sido de 1,2%.
Analistas do segmento, no entanto, estão otimistas com o desempenho do setor pelos reflexos positivos que daí podem advir para o conjunto da economia.
Alicerça esta expectativa o fato de que o segmento com maior crescimento no período de seis meses é o de bens de capital, cujo desempenho atingiu expansão acumulada equivalente a 16,7%, projetando, assim, que o crescimento está estruturado na atividade produtiva.
Desta forma é de se esperar que o risco de ocorrer uma reincidência da inflação seja remoto, e, mais importante, o crescimento deste setor mudou de patamar e, se o mesmo ocorrer com os demais setores, o país estará no caminho de um ciclo mais duradouro.

O cara diz que precisa comer o ovo, mas fica torcendo para a galinha não botar o ovo.”

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobre o crescimento da indústria e os pessimistas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email