Indústria do PIM vai desembolsar R$ 80 mi para pagamento da PLR

O pagamento em PLR (Participação de Lucros e Resultados) pelas empresas do PIM (Pólo Industrial de Manaus) deve apresentar uma elevação de 40% neste ano, em relação a 2006, atingindo uma cifra próxima de R$ 80 milhões em benefícios financeiros aos trabalhadores das fábricas do Amazonas. Em 2006, os colaboradores conseguiram R$ 50 milhões com esse benefício.
Neste ano, 40 empresas do PIM já fecharam acordo para pagamento de PLR com o Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, o que irá beneficiar um total de 50 mil funcionários.
De acordo com o secretário do Sindicato dos Metalúrgicos do Estado do Amazonas, Sidney Malaquias, a maior parte das fábricas que fecharam acordo com o sindicato já efetuaram a primeira parcela do pagamento. “As poucas empresas que ainda não pagaram é porque estão definindo os critérios de concessão de PLR”, comentou o sindicalista

Maior valor

Até o momento, a LG Eletronics da Amazônia foi a fábrica que efetuou o maior pagamento desse benefício aos funcionários, que foi de R$ 2.500, cifra superior a quatro vezes à média salarial dos colaboradores. Enquanto as demais pagam, em média, cerca do dobro do salário dos trabalhadores.
Embora as negociações de PLR neste ano tenham apresentado avanço em relação às realizadas em exercícios anteriores, o representante dos trabalhadores disse que ainda são poucas as empresas pagadoras desse direito. No ano passado, somente 60 indústrias concederam o beneficio aos funcionários. “Dentre mais de 450 fábricas só conseguirmos êxito nas negociações com 60, um número bem abaixo do montante de indústrias existentes”, informou Malaquias.
O diretor executivo do Cieam (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), Ronaldo Mota, disse que esse número tende a aumentar, quando a lei que obriga o pagamento de PLR for regulamentada. “As empresas estão se adaptando ao cumprimento dessa legislação, que por não estar regulamentada ainda não é obrigatória, logo, o pagamento realizado hoje, ocorre por uma iniciativa voluntária das organizações”, explicou o executivo, informando que quando a regulamentação da lei ocorrer o número de empresas pagadoras irá aumentar consideravelmente.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email