1 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Indústria automobilística começa a voltar à normalidade

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na terça-feira a uma plateia de trabalhadores da indústria automobilística que o setor começou a voltar à normalidade graças às medidas arrojadas adotadas pelo governo americano

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na terça-feira a uma plateia de trabalhadores da indústria automobilística que o setor começou a voltar à normalidade graças às medidas arrojadas adotadas pelo governo americano.
“Eu não fui eleito presidente para administrar companhias automobilísticas. Eu não vou colocar mais dinheiro dos impostos nesse setor se isso significa perpetuar as más decisões de negócios que levaram até esse ponto. Mas no meio de uma profunda recessão e crise financeira, o colapso da indústria automobilística poderia causar enormes danos à nossa economia. Dessa forma, nós interviemos por uma simples e forte razão: sua sobrevivência e o sucesso de nossa economia dependeram disso’’, declarou o presidente Barack Obama em discurso na fábrica da GM (General Motors) em Lordstown, no interior do Ohio.
Obama disse que o setor está “voltando ao jogo’’, principalmente por causa de estímulos governamentais, como o programa “Cash for Clunkers’’, em que proprietários recebiam subsídios federais no valor de até US$ 4.500 para trocar seus carros usados por novos, mais eficientes no uso de combustível. Ele advertiu, porém, que “os problemas ainda estão muito longe de serem resolvidos’’.

Fundação mais forte

“Nós sabemos que temos um bocado de trabalho a fazer não apenas para fazer essa comunidade se desenvolver novamente, e a economia se desenvolver novamente, mas também para construir uma fundação mais forte para nosso futuro’’, acrescentou.

Medidas já tomadas

No aniversário de um ano da quebra do banco Lehman Brothers, o líder americano fez uma breve recapitulação das medidas já tomadas pelo governo para debelar a crise econômica mundial, lembrando que muitos já temiam uma depressão, nos moldes da década dosw anos 30.
Ele citou os cortes de impostos -promovidos para 95% das famílias americanas- as garantias para as hipotecas, e os subsídios de emergência para desempregados. E apontou para indícios de que a economia começou a se recuperar.

Pequeno consolo

“As vendas de casas estão em alta, os investimentos estão começando a estabilizar, e pela primeira vez em 18 meses, nós vimos crescimento no setor manufatureiro”.
“Eu sei que isso é um pequeno consolo (essa pequena recuperação) quando muitos dentre vocês estão sem emprego ou desistiram de procurar. Vai levar algum tempo até a completa recuperação da economia. Mas eu não vou descansar até que qualquer uma pessoa que procure um emprego possa encontrá-lo sem muita dificuldade’’, disse o presidente americano.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email