Inadimplência sobe 5,1% e cheque especial tem maior alta de juros

As condições de financiamento tiveram nova piora por conta das medidas anunciadas pelo governo desde novembro para segurar o consumo e a inflação.
Pesquisa mensal do Banco Central mostra que os juros bancários subiram pelo sexto mês consecutivo em maio.
Nesse período, a taxa média para empresas e consumidores passou de 34,8% para 40% ao ano, maior desde fevereiro de 2009, quando estava em 41,3% ao ano. A inadimplência subiu pelo segundo mês, para 5,1%.
O custo do crédito ao consumidor ficou estável em relação a abril, em 46,8% ao ano. Para as empresas, contudo, aumentou para 31,1% ao ano.
Entre as linhas detalhadas pelo BC, o destaque foi a alta do cheque especial, que subiu 25 pontos percentuais em 12 meses, para 185,4% ao ano, maior desde abril de 1999.
Nos últimos 12 meses, o crédito cresceu 20,4%. No mês passado, a expansão foi de 1,6%. O estoque de financiamentos chegou a R$ 1,8 trilhão (46,9% do PIB).

Menos empréstimos

Em relação aos novos empréstimos, houve queda de 5,3% na comparação entre abril e maio pela média diária.
Segundo o BC, o crédito bancário manteve a trajetória observada desde o início do ano, registrando em maio “desempenho equilibrado”, nos empréstimos com e sem subsídio e nos segmentos pessoa física e jurídica. Também houve equilíbrio entre bancos públicos e privados.

Estoque de crédito avança 1,6% em maio

O estoque de crédito da economia nacional cresceu 1,6% em maio ante abril, atingindo R$ 1,80 trilhão, equivalente a 46,9% do PIB. Em abril, o estoque equivalia a 46,6% do PIB.
De acordo com os dados da nota de Política Monetária e Operações de Crédito do Sistema Financeiro do Banco Central, em 12 meses até maio, a expansão do crédito é de 20,4%. No ano, a alta está em 5,8%. Entre março e maio, a alta foi de 4% em relação ao período imediatamente anterior.
O chamado crédito livre teve crescimento de 1,6% no estoque das operações em maio ante abril. O estoque do crédito com recursos direcionados apresentou a mesma alta.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email