Inadimplência das empresas recua em junho na comparação com maio

Dados levantados pela Serasa, apontam que a inadimplência das empresas recuou no mês de junho na comparação com o mês anterior, embora ainda esteja em níveis bem superiores ao do ano anterior.
Segundo a empresa de análise de crédito, a inadimplência entre maio e junho apresentou queda de 9,6%. Em compensação, na comparação com junho de 2008, houve alta de 26,6%, enquanto que no acumulado do primeiro semestre a inadimplência foi 30,3% maior sobre o mesmo intervalo do ano passado.

Volta do crédito

De acordo com os técnicos da Serasa, na comparação com o mês de maio a queda pode ser explicada pela “recente volta gradual do crédito e os juros mais baixos praticados pelos bancos, para as empresas”, o que colabora para “um alívio para a administração do fluxo de caixa”.
Também ajuda o desempenho positivo a alta no consumo nos últimos meses e a sinalização da queda da inadimplência dos consumidores.
Na comparação semestral, porém, os efeitos da crise financeira global ficam mais claros, pois muitas empresas tivertam que demitir para reduzir custos e se manter no mercado.
“Os efeitos da crise foram muito negativos para as empresas, ocasionando grande queda da atividade econômica, além do fato das linhas de financiamento, internas e externas, terem praticamente secado”, informa o indicador Serasa.
Essa explicação também serve para a alta do indicador sobre o mês de junho de 2008.

Títulos protestados

No acumulado do primeiro semestre, os títulos protestados lideram o ranking de representatividade, respondendo por 41,6% do indicador. Em seguida aparecem os cheques sem fundos (39,1%) e as dívidas com bancos (19,3%).
Por valor médio, as que tem maior peso são as dívidas com bancos (R$ 4.593,32), seguidas por títulos protestados (R$ 1.808,72) e cheques devolvidos (R$ 1.448,85).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email