Imuniza Manaus abre cadastro para novos grupos prioritários

Trabalhadores que atuam no setor de Transporte, nas Forças de Segurança e Salvamento e nas Forças Armadas já podem realizar seu cadastro no Imuniza Manaus. O sistema foi aberto pela Prefeitura de Manaus na manhã desta quinta-feira, 20/5. Os dados registrados serão utilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para o planejamento das próximas etapas da campanha municipal de vacinação contra a Covid-19.

Esses públicos são os próximos a ser vacinados de acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação e, com os portuários, industriários e trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, que serão cadastrados posteriormente, encerram os 28 grupos previstos pelo Ministério da Saúde (MS) para atendimento prioritário.

“Mais uma vez, estamos nos antecipando para seguir com uma campanha organizada, transparente e com a rapidez que a disponibilidade de doses nos permite. Ontem (quarta-feira) abrimos a vacinação dos trabalhadores da Educação, depois de manifestação favorável da Justiça Federal, e esperamos em breve alcançar a totalidade dos grupos prioritários, para entrar em uma nova etapa, que é a vacinação da população em geral”, destacou o prefeito David Almeida.

David enfatiza que Manaus segue a orientação do plano nacional de vacinação, mas que tem buscado a garantia de atendimento a públicos considerados mais expostos ao risco de adoecimento. Por isso, estuda requerer prioridade, na próxima etapa da campanha para os trabalhadores do transporte coletivo urbano e da limpeza pública, além de solicitar a inclusão dos profissionais da imprensa na campanha municipal de imunização.

Organização

A titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe, informou que a abertura de cadastro no Imuniza Manaus facilita o planejamento da vacinação de novos grupos. “Temos adotado essa estratégia, que nos ajuda a enxergar a quantidade e a distribuição geográfica dessas pessoas para realizar o agendamento de acordo com a capacidade dos pontos de vacinação e o local de moradia dos usuários”.

Além disso, observa Shádia, o cadastro torna mais ágil e seguro o atendimento nos postos de vacinação, porque exclui a necessidade de registro manual, reduzindo tempo de atendimento e a possibilidade de erros na inclusão dos dados. A secretária salienta que ainda não há previsão para o início da imunização desses grupos, porque isso depende do recebimento de mais vacinas. “De acordo com a chegada de novas remessas, é que podemos fechar o calendário”.  

Os que integram os novos grupos prioritários devem acessar o https://imuniza.manaus.am.gov.br/, escolher a opção “Cadastro de Cidadão”, preencher os dados pessoais e marcar a categoria a que pertencem. Para cada categoria, há uma lista de grupos específicos, conforme definido pelo MS.

Os que atuam nas Forças Armadas devem indicar se são membros ativos do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira ou da Marinha Brasileira. Para a categoria Forças de Segurança e Salvamento, o usuário deve se identificar como pertencente a um dos seguintes grupos: Bombeiro Civil, Bombeiro Militar, Guarda Municipal, Policial Civil, Policial Federal, Policial Militar ou Policial Rodoviário Federal.

Já os trabalhadores do Transporte devem informar se atuam no transporte aéreo, aquaviário, coletivo rodoviário de passageiros ou se são caminhoneiros. Mesmo não havendo em Manaus serviços de metrô e trem, o sistema exibe essas duas opções porque reproduz exatamente o padrão definido pelo MS. 

Além dos próximos grupos, a Semsa trabalha no planejamento da vacinação dos funcionários e da população do sistema prisional e das pessoas em situação de rua que, de acordo com o plano nacional de vacinação, representam os grupos prioritários 15, 16 e 17, e que devem ser contemplados nos próximos dias. Para esses não é possível solicitar o cadastramento no Imuniza Manaus e a secretária Shádia Fraxe informa que a Semsa aguarda da lista nominal dos que serão vacinados no sistema prisional e já está finalizando a estratégia de atendimento das pessoas em situação de rua junto ao programa municipal Consultório de Rua.

Foto/Destaque: Marcely Gomes / Arquivo Semcom

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email