3 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Impacto positivo na economia

Apesar do otimismo do comércio e da indústria com a injeção de R$ 2 bilhões na economia do Amazonas até o fim do ano, a partir do pagamento do 13° salário, recentes pesquisas já avisam que muitos desses recursos já têm como destino o pagamento de dívidas. O levantamento é baseado no estudo realizado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), que constatou que no Estado, o pagamento do benefício a muitos trabalhadores ajudará o setor econômico em vários segmentos.

Mesmo com o resultado, alguns economistas acreditam que haja a possibilidade de direcionar o adicional para outros fins, já que a liberação do dinheiro das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) efetuada pelo governo federal neste ano, serviu para quitação de dívidas. O dinheiro do décimo virá em um bom momento devido a atual conjuntura econômica ter tido apenas uma leve mudança para melhor, conta o economista Francisco Mourão Júnior.

“Na minha análise esse ano, o recurso será usado de forma diferente dos anos anteriores. Ano passado ele foi usado para pagamento de dívidas. Dessa vez, boa parte pode ser direcionada para o consumo. Isso porque o governo liberou as contas do FGTS inativo, e esse dinheiro foi destinado ao pagamento de dívidas, liberando assim o décimo para o consumo”, disse Mourão.

Mesmo acreditando que esse vai ser o Natal do consumo e do presente, Mourão sugere cautela do consumidor. “Apesar de a inflação e taxa Selic estarem em baixa ,fato que ajuda o consumo, o índice de desemprego ainda está alto. Então é o momento de cautela e de pensar nas contas que vão vir para o ano que vem”, destacou.

Já em nível nacional, em relação ao pagamento do 13º salário, o estudo revela que cerca de R$ 200 bilhões serão injetados na economia brasileira até o fim do ano, números que representam aproximadamente 3,2% do PIB (Produto Interno Bruto) do país. Comparado a 2016, quando o valor foi de R$ 191,4 bilhões, neste ano o número teve um crescimento de 4,7%, resultado que representou um aumento 1,4% acima da inflação prevista para o ano. A expectativa é que cerca de 83,3 milhões de brasileiros terão o rendimento adicional em suas contas.

Trabalhadores do mercado formal (incluindo os empregados domésticos), beneficiários da Previdência Social, aposentados e favorecidos de pensão da União, dos Estados e municípios serão contemplados com os recurso.

Para o comércio, o 13º salário representa uma alta nas vendas no final do ano representando aproximadamente 1.200 ofertas de trabalho temporário, explica o economista da Fecomércio (Federação do Comércio do Estado do Amazonas), José Fernandes. “O ingresso da massa salarial decorrente do 13º salário sempre repercute favoravelmente para as vendas do comércio. Este ano teremos um crescimento nas vendas do final de ano, tendo em vista que o comportamento do comércio vem apresentando viés de alta. Assim acreditamos que teremos um final de ano muito promissor inclusive com a possibilidade de ofertas de vagas temporárias”, disse.

Planejamento
Após muito tempo de pesquisas e acostumado a planejar as finanças, o engenheiro de produção, Jardel Becker, conta que o recurso no fim do ano sempre vem como uma alternativa de investimento, com o intuito de sempre balancear os gastos e manter a saúde financeira em dias. “Não trabalho contando com o 13º no meu orçamento familiar. Sempre uso como um extra ou bônus. Me organizo com o salário dos 12 meses. Apenas 10% da população brasileira tem esse planejamento. Temos que fazer o dinheiro trabalhar para nós e não nós trabalharmos para ele. Com o tempo e anos de pesquisas aprendi que é importante ter uma renda assalariada, depois gerar uma renda extra e viver de rendimento dos investimentos. No final o dinheiro trabalha para você. Utilizo este método há 10 anos”, disse ele .

Os números
O valor médio pago do 13º salário no Amazonas é de R$ 2,1 mil, aumento que representa 2,1% em relação a 2016. 898 mil trabalhadores receberão o benefício em 2017, número que corresponde 2% a menos em relação ao ano de 2016. Em relação à região Norte, equivale a 20% e 1,1% do total a nível nacional.

Valores e distribuição conforme o segmento
Empregados formalizados: 74,9% (R$ 1,54 bilhões)
Beneficiários do INSS: 18,1% (R$ 371,24 milhões)
Aposentados e pensionistas do Estado do Regime Próprio serão 6,1% (R$ 125,41 milhões)

Distribuição do recurso por região
A parcela mais expressiva do 13º salário (49,4%) deve ficar nos Estados do Sudeste, que concentram a maior parte dos empregos formais, aposentados e pensionistas.
No Sul do país devem ser pagos 16,2% do montante, enquanto ao Nordeste serão destinados 15,9%. Para as regiões Centro-Oeste e Norte irão, respectivamente, 9,0% e 4,7%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email