Ilhas Maldivas, paraíso merecido após a pandemia

Pensar na janela da casa em praias de areia branca cercadas por palmeiras, águas cristalinas, acomodações no mar, espaços solitários e exclusivos, recifes de coral, peixes de todas as cores e magnífica gastronomia pode parecer um sonho após o pesadelo que estamos vivendo . É um sonho, sim, mas pode se tornar realidade mais cedo do que você pensa. Um paraíso tropical que envolve os hotéis de luxo que os habitam com beleza. Nas Maldivas não há tempo ou obrigações. A única regra é aproveitar.

Atualmente, uma das maiores preocupações dos viajantes é o nível de segurança no destino e na aeronave em que viajam. As Maldivas são um dos destinos mais seguros do mundo em relação a Covid-19. Houve pouco mais de duzentos casos positivos e nenhuma morte, segundo dados atualizados de todos os países da Universidade Johns Hopkins. E na maior parte das ilhas, existem poucas dezenas de cabanas ou vilas na água, muito isoladas umas das outras onde cada turista tem centenas de metros de praia particular. A boa temperatura ao longo do ano, acima de 25 graus, também impede a proliferação de boa parte do vírus.

Além de tudo, as companhias aéreas que conectam a Espanha às Maldivas, via Dubai ou Abu Dhabi, foram as primeiras a adotar medidas de segurança rigorosas em seus aviões. A Emirates, por exemplo, foi a primeira companhia aérea a fazer testes rápidos em todos os seus passageiros, verificando seu sangue e com resultados em dez minutos, nos voos com partida em Dubai.  Scanners térmicos foram instalados na entrada do aeroporto, que verificam a temperatura de todos que acessam as instalações.

Luvas, máscaras e desinfetantes para as mãos se tornaram obrigatórios para todos os funcionários, tanto no chão quanto na cabine. Os passageiros, por sua vez, também devem usar máscaras e luvas, tanto no aeroporto quanto a bordo da aeronave, e não podem retirá-los durante o voo. A empresa, seguindo as diretrizes de distanciamento, já deixa um assento livre entre pessoas. Nenhuma bagagem de mão, jornais e revistas são permitidos a bordo e alimentos e bebidas foram modificados para reduzir o contato durante o serviço de refeições.

As Maldivas são o destino ideal para desfrutar de merecidas férias após as deficiências experimentadas nos últimos meses. Aqui estão, sem dúvida, as melhores praias do mundo espalhadas por suas 1.200 ilhas, das quais apenas 200 são habitadas, as areias são brancas, brilhantes e muito finas, a água é quente e transparente, embora reflita um belo azul no fundo. É claro que, controlada a da pandemia, um local tranquilo e com pouco fluxo de pessoas será o preferido para quem está com saudade de sair pelo mundo e conhecer novos horizontes. Estamos cada vez mais perto disso, mas com calma.

JALAPÃO ABERTO

O secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) e presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa do Tocantins (Adetuc), Tom Lyra, junto com várias autoridades estaduais de turismo, analisaram estudos para a reabertura do Parque Estadual do Jalapão. Tom Lyra apresentou a pesquisa sobre impacto da crise econômica na região causada pela Covid-19. De acordo com os indicadores, mais de 60 % dos turistas que visitam o Jalapão são por meio de pacotes turísticos e mais de 30% são turistas que vêm do Estado de São Paulo e demais regiões do país.

LIVE GOOGLE

A Abav-SP e Aviesp realizarão transmissão ao vivo pela página do Instagram (https://www.instagram.com/abavsp.aviesp/), no dia 5 de maio (terça-feira), às 15h, sobre a maior plataforma de publicidade digital do mundo nos dias atuais: o Google Ads. Além de buscador, que é usado majoritariamente em 87% dos países, ele ainda agrega ferramentas de grande porte como o G. Shopping, Gmail e YouTube. A live “Estratégias para alavancar seu negócio com o Google” será ministrada por Rebeca Caldas, professora de plataformas Ads na GoMarketing School e consultora de Marketing Digital para empresas.

ORGULHO ITÁLIA

Crédito: Divulgação

A Itália começa a mostrar que está vencendo a guerra contra a Covid-19. Pelo menos conseguiu vitória importante em uma das muitas batalhas que travou contra o vírus. O Hotel Antonella, em Roma, já avisou aos clientes que volta a operar no dia 4 de maio, avisando que fez várias modificações para tornas a estadia mais segura e confortável. A gerência do hotel garante que as atividades de higienização e a implementação de novos procedimentos internos garantirão aos clientes e a equipe 100% de segurança. E termina o comunicado com otimismo e orgulho: #noisiamolitalia.

ABIH-PB PEDE APOIO

A ABIH-PB (Associação Brasileira da Indústria Hoteleira, seccional Paraíba), assim como todas as entidades representativas do trade turístico paraibano, está pedindo apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de João Pessoa no sentido de atender uma série de reivindicações para tentar manter o funcionamento de centenas de empresas do setor e, assim, garantir a manutenção de milhares de empregos diretos e indiretos. De acordo com nota conjunta, as entidades afirmam que o setor do turismo foi um dos mais afetados diante da pandemia do Covid-19.

NOVA EMBRATUR

O Plenário do Senado aprovou a medida provisória que extingue o Instituto Brasileiro de Turismo e, para substituí-lo, cria a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo — a nova Embratur. Essa medida provisória (MP 907/2019), que perderia a validade na próxima semana, foi aprovada de forma unânime e segue agora para sanção da Presidência da República.  O texto havia sido aprovado pelos deputados na segunda-feira (27) na forma de um projeto de lei de conversão, o PLV 8/2020, apresentado pelo deputado Newton Cardoso Jr. (MDB-MG).

PESQUISA OMT

Crédito: Divulgação

Segundo pesquisa desenvolvida pela Organização Mundial do Turismo (OMT) 100% dos destinos contam com alguma restrição devido à pandemia da covid-19. E cerca de 83% deles já adotam esse tipo de limitação total há quatro ou mais semanas. Esses números mostram que o turismo foi o principal setor comprometido em colocar a saúde das pessoas em primeiro lugar, embora esteja igualmente empenhado em liderar o caminho rumo a recuperação. A análise mostra que 45% dos destinos fecharam de maneira parcial ou integral suas fronteiras e 30% suspenderam voos internacionais.

MSC PARADA

Crédito: Divulgação

A MSC Cruzeiros anunciou a interrupção de suas atividades até 10 de julho. A medida visa evitar o contágio e disseminação do Covid-19 (coronavírus). O Programa de Cruzeiros Flexíveis também foi estendido e incluirá reservas já existentes entre 11 de julho e 30 de setembro de 2020. Os hóspedes afetados pela medida terão uma carta crédito que permitirá a transferência do total pago pelo cruzeiro para uma viagem futura na companhia em qualquer itinerário até dezembro de 2021. Os hóspedes receberão um crédito a bordo entre 100 e 400 euros/dólares, por cabine, dependendo da duração do cruzeiro original.

Fonte: Paulo Roberto Pereira

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email