IGP-10 desacelera e aponta inflação de 0,61%

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) apontou inflação de 0,61% em março, contra alta de 0,8% em fevereiro, informou ontem a FGV (Fundação Getúlio Vargas).
O IGP-10 é calculado com base em dados coletados do dia 11 do mês anterior até o dia 10 do mês de referência.
O IPA (Índice de Preços por Atacado) indicou inflação de 0,83% em março, contra 0,9% em fevereiro.
Dentro deste item, os preços dos Bens Finais tiveram desaceleração (de 0,54% para 0,36%), puxados principalmente pela queda dos preços dos produtos in natura (de 2,73% para 0,55%). Também caiu a do grupo Bens Intermediários, de 1,25% para 1,06%. Por outro lado, o índice de Matérias-Primas Brutas acelerou de 0,82% para 1,06% -com destaque pa-ra milho em grão, leite in natura e soja.
O IPC (Índice de Pre-ços ao Consumidor) indicou desaceleração. Apontou 0,04% em março, contra 0,64% em fevereiro. Dos sete componentes do indicador, cinco tiveram quedas, com destaque para o grupo Alimentação (de 1,33% para deflação de 0,39%) -puxados por frutas, hortaliças e legumes e carnes bovinas.
Contribuíram também para a desaceleração do índice os grupos Educação, Leitura e Recreação (1,75% para 0,33%), Transportes (0,22% para 0,10%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,43% para 0,37%) e Despesas Diversas (0,65% para 0,47%).
Os grupos Habitação (0,19% para 0,21%) e Vestuário (-0,91% para -0,37%) indicam elevação em relação a fevereiro.
Por fim, o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) registrou inflação de 0,49% em março, contra 0,49% de fevereiro. O grupo Materiais foi a responsável pela alta, ao subir de 0,56% para 0,97%. Os outros dois grupos (Serviços e Mão-de-Obra) recuaram.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email