Idh melhora, mas pode ser melhor

De acordo com o “Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013″, divulgado nesta segunda-feira (29) pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), entre 1991 e 2010 o IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) geral do Brasil avançou 47,5%, de 0,493 para 0,727.
Com a nova avaliação, a classificação do IDH municipal do país mudou de “muito baixo” em 1991 para “alto desenvolvimento humano” em 2010.
São Caetano do Sul (SP) é a cidade com o melhor IDHM do Brasil, seguida por Águas de São Pedro (SP), Florianópolis (SC), Vitória (ES), Balneário Camboriú (SC), Santos (SP), Niterói (RJ), Joaçaba (SC), Brasília (DF) e Curitiba (PR).
O IDHM é composto por três indicadores: longevidade, educação e renda. O índice tem critérios diferentes do IDH global, que é divulgado anualmente pelo Pnud e que compara o desenvolvimento humano entre países.
Ainda de acordo com o novo índice divulgado pelo Pnud, atualmente 74% das cidades brasileiras estão nas faixas de “médio” e “alto desenvolvimento humano”, e cerca de 25% estão na faixa de “baixo desenvolvimento”.
A maioria das cidades na faixa de “alto desenvolvimento humano” está concentrada nas regiões Sul e Sudeste.
Como se vê, ainda é preciso avançar muito no Norte para chegar aos índices apresentados pelas cidades mais ao sul. Ainda assim é um alento saber que o Brasil avançou. Quem sabe esse desenvolvimento chegue a quem mais precisa.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email