Ideias geradas longe do trabalho rendem mais

Toda gestor de negócios precisa ter em mãos ferramentas que garantam resultados positivos. O livro “Ferramentas Estratégicas” (Ed. Elsevier), escrito por Vaughan Evans, aponta alguns meios eficazes, como o brainstorming.
De acordo com o Evans, brainstorming é um processo criado para a geração de ideias, e que pode ser feito individualmente ou em grupo. De acordo com Evans, o brainstorming individual tem significados diferentes para pessoas distintas. “Gosto de fazer brainstorming enquanto caminho –de preferência em uma falésia à beira da costa da Cumbria”, comentou.
Para o autor, essa ferramenta funciona melhor longe do ambiente do trabalho como, por exemplo, um hotel no interior, atividades em grupo, etc. “A ideia é procurar incentivar as pessoas a pensar de forma inovadora, usando a imaginação e estimulando o lado direito do cérebro. É importante que o profissional se estimule a usar vários recursos visuais, sejam projetores, flip charts ou post-its”, explicou.
No livro, o especialista fala sobre as principais regras dessa prática, listadas abaixo:
Foco na quantidade – procure coletar o máximo de ideias possível; adie o julgamento – qualquer crítica às ideias deve ser suspensa enquanto estiverem sendo geradas –as ideias serão trabalhadas mais tarde, mas, por enquanto, o foco deve ser gerar o máximo de ideias possível; acolha ideias incomuns –não cerceie a criatividade das pessoas, incentive o pensamento divergente, do “lado esquerdo” do cérebro; aperfeiçoe as ideias –combine ou aprimore as ideias à medida que surgirem.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email