Ibama anuncia 244 operações de fiscalização para reduzir desmatamento

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) planejou realizar até o final deste ano 244 operações de combate ao desmatamento da Amazônia. As operações contam com apoio da Polícia Federal, da Força Nacional de Segurança, da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e do Sipam (Sistema de Proteção da Amazônia).
Segundo o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano Evaristo, o esforço do governo visa reduzir a extensão do desmatamento na Amazônia.

Ranking do Deter

Dado parcial divulgado na segunda-feira, 7, pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, indica que houve redução de 48% do desmatamento da Amazônia entre agosto de 2009 e abril de 2010 na comparação com o mesmo período do ano anterior (agosto de 2008 a abril de 2009). Segundo o Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real) do Ibama, o desmatamento no período mais recente é de 1.455 km2 contra 2.835 km2 entre agosto de 2008 a abril de 2009.
De acordo com os dados do Deter houve redução do desmatamento em todos os estados da Amazônia Legal com exceção de Roraima, cuja a área desmatada cresceu 47% (48,55 km2). Pará (com 571 km2 desmatados) e Mato Grosso (496,75 km2) e Rondônia (146,52 km2) lideram o ranking do desmatamento.
Além das operações de combate ao desmatamento, Luciano Evaristo diz que o governo manterá a restrição de crédito aos desmatadores e dificultará a comercialização de produtos de áreas desmatadas ilegalmente, como a carne. Segundo ele, a fiscalização está ficando mais eficiente com uso da tecnologia de satélite japonês que permite enxergar o desmatamento mesmo com nuvens (Sistema Alos).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email