Hotéis do Rio de Janeiro esperam lotação máxima no Carnaval

Pesquisa divulgada pela Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, no Rio de Janeiro), projeta uma ocupação de 87,56% da rede hoteleira carioca no carnaval deste ano, com base nas reservas feitas até o momento

Pesquisa divulgada pela Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, no Rio de Janeiro), projeta uma ocupação de 87,56% da rede hoteleira carioca no carnaval deste ano, com base nas reservas feitas até o momento. Mas o presidente da associação, Alfredo Lopes de Souza Júnior, disse que a meta é atingir a lotação máxima durante o carnaval na capital fluminense. “Na Zona Sul e no Centro da cidade, eu não tenho dúvida de que a gente vai chegar lá”, disse ele.
Para este ano, o setor também um aumento considerável do número de turistas estrangeiros no carnaval carioca. “Nós estamos observando um aumento do turista internacional, que fez reservas antecipadas”, disse Souza Junior. Segundo ele, 67% das reservas foram feitas há mais de dois meses por turistas estrangeiros. “Isso é mercado internacional. É turista que gasta mais, passeia pelo Estado e também vai divulgando internacionalmente o Rio”.
Para os hotéis e pousadas das cidades do interior, a pesquisa da Abih projeta nível de ocupação bastante elevado durante o carnaval, inclusive na região serrana fluminense, devastada pelas chuvas de janeiro. Alfredo Lopes disse que, do total de 4 mil quartos disponíveis nas cidades serranas, menos de 5% foram afetados pelas enxurradas. “As vias já foram desimpedidas e nós já estamos com uma previsão para o carnaval próxima de 60% de ocupação, que é excelente para aquela região”. Ele confia, inclusive, que na próxima temporada de inverno, entre junho e julho, o setor hoteleiro da região serrana retornará à normalidade.
Nas demais regiões turísticas do Estado, as reservas para o carnaval chegam à média de 80% dos leitos disponíveis. Os destaques são os municípios de Armação dos Búzios (95%) e Cabo Frio (90%), no litoral Norte; e Angra dos Reis (82%) e Parati (73%), no litoral Sul. “Nós tivemos um incremento grande na oferta de quartos nessas cidades, com novos hotéis e pousadas. E essas regiões vêm ‘bombando’”, comemorou o presidente da Abih.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email