Hotéis atraem pelo exotismo

Muito mais que diversidade, Manaus é cinco estrelas no quesito acomodação em meio a floresta amazônica. Hotéis de luxo dentro de um ambiente de selva têm se destacado cada vez mais na capital e Região Metropolitana. Uns tiveram zelo e boa administração, fazendo com que o empreendimento tenha vida ano após ano, diferente de outros que definharam ao longo do tempo.

Os grandes e famosos hotéis de selva, como são conhecidos os da região amazônica são pontos turísticos de altíssima qualidade, procurados por visitantes, principalmente, estrangeiros, que chegam a Manaus querendo conhecer o ambiente de floresta e suas culturas locais. A maioria destes empreendimentos estão localizados em áreas rodeadas pelo rio Negro e floresta tropical.

Mesmo sem ser um hotel de selva, no sentido literal do termo, o Tropical Hotel pode ser considerado o primeiro da região, ainda hoje considerado o maior complexo turístico-hoteleiro da América do Sul. Fundado em março de 1976, o empreendimento foi projetado dentro de um estilo colonial com 500 mil metros quadrados, às margens do rio Negro e com até mesmo um zoológico no seu interior. O hotel atraiu diversas celebridades e autoridades como o príncipe Charles, princesa Diana, os ex-presidentes do Estado brasileiro Dilma Rousseff, Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer e também o ex-presidente americano Bill Clinton.  

Entretanto depois de mais de quatro décadas, o local infelizmente não conseguiu permanecer no mercado, por conta de uma crise financeira que desestruturou o empreendimento, deixando uma dívida de mais de R$ 20 milhões. 

O Ariaú Towers, fundado 10 anos depois, foi o grande hotel de selva do Amazonas, deslumbrando a vista de turistas brasileiros e internacionais durante décadas. O local costumava receber atores, atrizes, cantores, bandas e políticos brasileiros e estrangeiros. Entretanto sua administração se abalou com os anos e o hotel teve de fechar, ficando no completo abandono.

Manaus é a maior capital do centro Norte brasileiro e seus hotéis são os “brilhantes” da região. Outro grande empreendimento que teria uma proposta de excelência se efetivado seria referência em Manaus, mas o projeto não foi pra frente. O Maksoud Plaza, pertencente a uma rede de hotelaria de São Paulo, chegou a iniciar com conclusão prevista para 2014, mas devido a crise econômica, o empresário e proprietário Henry Maksoud congelou as obras de todos os seus empreendimentos fora de São Paulo. Na época, a Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas) até ingressou na Justiça para que as obras fossem retomadas. Maksoud então faleceu em decorrência de uma parada cardíaca e o hotel não foi pra frente.

Apesar da existência destes não terem tido efetividade, outros empreendimentos surgiram e deram destaque pra região amazônica como é o Amazon Jungle Palace, situado bem no coração da Amazônia. Cercado pela floresta, o local possui uma estrutura cinco estrelas para acomodação e proporciona ainda diversas opções de lazer. O ecoturismo é 100% executado. Nele os visitantes tem direito a passeios no rio Negro, nado com botos cor de rosa, visita a tribos indígenas, museu do Seringal, trilhas na floresta e passeios de bote em lagos da região.

O Tropical Executive Hotel, que fica na região da Ponta Negra, também é um dos hotéis mais luxuosos da cidade. O local dispõe de uma piscina com vista incrível para o rio Negro, além de todos os serviços hoteleiros à disposição. Os hotéis na cidade concorrem entre si, e todos possuem uma clientela elitizada por conta do alto custo dos empreendimentos. 

A efetividade no serviço, qualidade e principalmente na permanência de hotéis de luxo e de selva são o grande desafio dos empresários. O turismo e ecoturismo na Amazônia têm crescido bastante e a procura pelo conhecimento cultural local vem se expandindo cada vez mais. 

O Juma Ópera não está localizado no centro da selva e sim no centro da cidade, entretanto seu interior com uma mistura entre o rústico e teatral, além de seu espaço exterior trazem sensação de paz e sensibilidade. Juma Ópera tem vista para um dos cartões postais mais visitados da cidade -Teatro Amazonas -e dentro de sua arquitetura um encanto que envolve qualquer visitante. 

Sabe-se que um bom design atrai a atenção do espectador e nisso a rede de hotelaria na capital tem se destacado. Alguns modelaram o interior do empreendimento para dar vida e engrandecer ainda mais o hotel. No meio do Centro da cidade, o Villa Amazônia se destaca pela sua estrutura e design. Quem o visita se sente dentro de um hotel de selva por conta de seus traços finos que remetem à floresta amazônica. Piscina rodeada de mata e detalhes madeirados resgatam a selva tropical e os tempos da borracha.

O Anavilhanas Jungle Lodge, localizado a 180 km de Manaus, desenvolve um design totalmente natural, seu empreendimento é feito por madeira e todos os quartos possuem vista para a floresta. O local oferece passeios e um roteiro de primeira. Os bangalôs são os mais indicados. Conforme experiências repassadas por pessoas que se acomodaram, afirmam que a cultura local apresentada aos turistas é excelente, além da gastronomia regional e acomodação.

Guia Turístico: Conheça os 5 mais visitados na região

Amazon Ecopark Jungle Lodge – O excelente hotel funciona às margens do rio Tarumã, um dos afluentes do rio Negro, e que possui uma praia particular na beira do rio. O local tem uma excelente estrutura com direito a bangalôs entre as matas, atividades, passeios, ar-condicionado nos quartos e até Wi-Fi. A travessia ocorre por meio da Marina Tauá.

Juma Amazon Lodge – O local é de uma riqueza sem tamanho, os bangalôs disponíveis são suspensos e o hotel é considerado um dos mais luxuosos da Amazônia. O hotel oferece passeios diversos, uma vista incrível, piscina de rio, almoços regionais e até passeio de hidroavião. O acesso é por meio da estrada até o porto da Ceasa e o percurso dura em média 2 horas e 30 minutos.

Tariri Amazon Lodge – O Tariri possui uma estrutura básica, mas muito aconchegante e profissional. Construída pelos próprios empresários, o logde possui 10 cabanas e um grande diferencial que são as trilhas pela floresta guiadas por um peruano, que inclusive é um dos proprietários junto com sua esposa -uma brasileira. O translado ocorre de 9h até às 15h, do porto da Ceasa.

Anavilhanas Jungle – A 180 km da capital amazonense, o hotel é um dos mais visitados da Região Metropolitana de Manaus, tendo em sua estrutura uma das preferidas dos estrangeiros. Isso porque o local oferece bangalôs com visão panorâmica, oferecendo um momento único aos visitantes. Para consultar o translado o visitante deve acessar o site anavilhanaslodge.com/translado.

Juma Ópera – O hotel é muito badalado por conta da sua localização. Ele fica em frente a um dos pontos turísticos mais tradicionais da cidade. O diferencial é que mesmo dentro da cidade o local oferece em seu interior detalhes amazônicos como a floresta. 

Se liga: A média de preço está entre R$ 400 a R$ 700 a diária, sendo que muitos hotéis oferecem os pacotes promocionais.

Reportagem de Fábio Oliveira

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email