GVT entra no mercado de TV a cabo

A operadora de telefonia fixa e internet banda larga GVT anunciou hoje a entrada no mercado de TV por assinatura. A empresa promete pacotes mais econômicos que os dos dois principais concorrentes, Net e Sky

A operadora de telefonia fixa e internet banda larga GVT anunciou hoje a entrada no mercado de TV por assinatura. A empresa promete pacotes mais econômicos que os dos dois principais concorrentes, Net e Sky.
O pacote mais simples, com 26 canais pagos, sendo cinco em HD (high definition), vai custar RS 59,90 por mês. Já o pacote com 45 canais, sendo nove HD, sairá por RS 89,90. O último pacote, com 72 canais, sendo 14 HD, vai custar RS 129,90.
Todos os pacotes dão acesso ao sinal da TV aberta e podem ser acrescidos de outros canais, como esportivos e de conteúdo adulto. As vendas começam na segunda quinzena de outubro.
Na Sky, o pacote mais simples, com 14 canais pagos e sinal de TV aberta, custa R$ 49,90 por mês. Já o pacote com 52 canais pagos custa R$ 89,90 por mês. A empresa oferece outros pacotes.
O pacote mais simples na Net tem o mesmo preço da GVT -R$ 59,90-, mas tem 22 canais pagos e sinal da TV aberta. O pacote com 46 canais pagos custa R$ 119,90. A empresa oferece outros pacotes.
O investimento da GVT no projeto será de RS 650 milhões até 2012, sendo parte dele por financiamento.
A companhia é controlada pela francesa Vivendi, acionista da Universal. No total, a operadora terá um leque de 140 canais pagos. Além dos canais já incluídos nos pacotes, os assinantes poderão contratar, de forma avulsa, outros conteúdos, afirmou há pouco o vice-presidente de marketing da operadora, Alcides Troller.
Outra possibilidade é o aluguel de um gravador digital, que custará R$ 29,90 por mês. Mesmo assim, segundo Troller, a oferta da GVT será mais barata que a dos concorrentes. “Nossos pacotes serão de 25% a 50% mais econômicos e vão oferecer muito mais”, afirmou o executivo.

Duas tecnologias

A GVT vai usar uma combinação de duas tecnologias para oferecer o serviço: a programação linear chegará à casa dos clientes via satélite e a interatividade será baseada em TV sobre protocolo de internet (IPTV).
O cliente vai receber um aparelho capaz de conectar à internet e integrar diversos aparelhos eletrônicos da casa e de seus moradores, como computador, televisão, celulares e tablets.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email