Gulliver anuncia recall a partir de setembro

A fabricante de brinquedos Gulliver fará, a partir de 1º de setembro, a troca de 15 tipos de brinquedos da linha Magnetix que têm ímãs que podem se descolar. Ao todo, cerca de 35 mil unidades estão sujeitas a problemas. O produto, fabricado na China pela empresa canadense MegaBrands, é importado pela Gulliver para ser vendido no Brasil. A empresa ainda não sabe informar quantos estavam nas lojas e quantos já foram vendidos.
Nos Estados Unidos, houve acidentes com crianças que engoliram pequenos ímãs que se soltaram das peças do Magnetix, o que desencadeou um recall naquele país no ano passado e neste ano. Apesar de não ter confirmado se fará um recall no Brasil, a Gulliver afirmou que os clientes que possuírem os brinquedos pertencentes aos lotes com problemas poderão trocá-los em lojas e postos de troca nas principais capitais do Brasil. A empresa prometeu anunciar os endereços até o dia 29.

Multa pode ser de R$ 3 mi

Para o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), a Gulliver tem a obrigação de realizar um recall. “Se o mesmo produto causou danos a crianças nos EUA, tem de ser feito o recall aqui”, disse a coordenadora-executiva do órgão, Marilena Lazzarini. “De acordo com o artigo 10 do Código de Defesa do Consumidor, quando é detectado o problema em um produto, a empresa deve comunicar amplamente a população e as autoridades. Se não fizer isso, ela é criminosa.”
O caso é semelhante ao da Mattel, que na semana passada anunciou recall de brinquedos com ímãs que podem se soltar. O órgão de defesa do consumidor investigará se, ao colocar os produtos no mercado, a empresa sabia do risco à saúde e à segurança das crianças. A Gulliver está sujeita ao pagamento de multas de até R$ 3 milhões, segundo o CDC (Código de Defesa do Consumidor), caso o DPDC conclua que houve prejuízo aos consumidores.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email