GrupoW aponta fatores importantes na construção de sites empresariais

Hoje, com a evolução crescente da tecnologia, estar na internet é um negócio lucrativo e essencial. Mas para obter sucesso, é preciso estar alerta e contratar profissionais capacitados para ajudar no fortalecimento dos negócios e na divulgação dos produtos.
Posicionamento, funcionabilidade, rapidez e estrutura são os quatro itens fundamentais para a construção de um bom site, segundo informações do GrupoW – Softwares para Internet, renomada empresa de TI do Brasil e exterior.

Divulgação é essencial

Se­­gundo o diretor do GrupoW­, Adriano Cruz, a posição da marca em mecanismos de busca existentes na web como Google, Altavista, Yahoo, entre outros –além de ser um desafio em razão da grande concorrência no mercado– é um dos fatores fundamentais para garantir o retorno e a divulgação. “De nada adianta desenvolver uma página na web se não houver co­nhecimento técnico para gerar um posicionamento adequado”, afirmou.

Rapidez na informação

Com a grande concorrência que existe hoje no universo virtual, construir um site ou um portal não é tão simples como muitos pensam. Ter um visual ligado com a proposta que se pretende mostrar e atingir o público-alvo com clareza e objetividade, torna o espaço funcional. Contudo, o acesso precisa ser ágil. “É necessário tomar cuidado com o excesso de recursos utilizados para não tornar a navegação lenta”, afirmou Cruz.

Estrutura do site

Os leigos, ao acessarem uma página, não têm idéia da estrutura que está por trás dela (ou que deveria estar). “Vemos muitas empresas que, em busca de preços ‘baixos’, contratam o filho ou o sobrinho com noções básicas de web– para fazer o trabalho”, comentou. Nesse caso, o que deveria ser um ótimo negócio torna-se um transtorno posterior.
Para o site ser completo, precisa ter o design e a programação caminhando juntos. Por isso, Adriano lembrou que, além de um design arrojado e criativo feito por profissionais especializados, é necessário ­preparar uma base sólida e segura para obter os retornos desejados.

Internet em números

A web é, atualmente, uma das principais vitrines de exposição de produtos, serviços e de informações. De acordo com pesquisa do Ibope/NetRa­tings, o Brasil tem 40 milhões de internautas. A pesquisa constatou que esses usuários acessam da residência, da escola, do trabalho, de cybercafés ou de lanhouses. O mais curioso é que os números não abrangem somente as classes A e B como era antigamente (que juntas, detêm 50% do total de internautas). Conforme dados do Ibope, a classe que mais cresce é a C (35% dos internautas) e as classes D e E já detém 13%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email