18 de maio de 2021

Grupo ‘Parceiros Brilhantes’ busca socorrer o Amazonas

Dia 14 de janeiro de 2021 entrou para a história da saúde no Amazonas. Foi o dia em que, por descaso da administração pública, a rede pública de saúde entrou em colapso por falta de oxigênio nos hospitais, fenômeno inimaginável de acontecer. Mas aconteceu, deixando o Amazonas de joelhos diante do resto do país. Um grupo da sociedade civil organizada também entrou para a história por ser o primeiro a se mobilizar e correr atrás de cilindros de oxigênio para suprir as necessidades dos hospitais, os Parceiros Brilhantes. Ainda no dia 13 o grupo já sabia o que ia acontecer no dia seguinte.

O dia 14 de janeiro entrou para a história do Amazonas como o dia que muitas pessoas morreram pelo descaso dos governos

“No dia 13, à noite, recebemos ligações de alguns diretores de hospitais falando justamente sobre a crise de oxigênio que iria explodir e no dia seguinte saímos coletando cilindros vazios nos principais hospitais. Começamos no João Lúcio, Platão Araújo, 28 de Agosto, HUGV e depois seguimos para os SPAs. Conseguimos um empresário parceiro que mandou encher esses cilindros. Então, era uma correria. Pegávamos os cilindros vazios, colocávamos no fornecedor, pegávamos os que estavam cheios e saíamos distribuindo nos lugares que estavam com escassez”, recordou Mayara Brilhante, diretora executiva do Parceiros Brilhantes.

Em todas as unidades de saúde por onde os Parceiros passaram, já havia paciente que havia morrido minutos antes por falta de oxigênio.

“Toda essa saga era relatada em nossas redes sociais, Instagram especialmente. Então, as pessoas viram nossa mobilização e também começaram a doar para nosso projeto, foi quando criamos a campanha #SOS Manaus. Essa correria dos cilindros durou mais ou menos 36 horas, viramos a noite. Com a ajuda da FAB, conseguimos até mandar cilindros vazios para serem abastecidos no Pará”, contou.

O grupo Parceiros fazia ronda nas unidades de saúde, buscando cilindros vazios e substituindo por cheios

Reconhecimento e agradecimentos

Ao todo os Parceiros Brilhantes conseguiram reunir 430 cilindros, entre coletados e comprados, e ainda estão aceitando doações de cilindros para atender a pacientes em home care.

Através de uma grande campanha nas redes sociais, onde disponibilizaram uma conta bancária e um link para doações online via boleto bancário e cartão de crédito. Muitas pessoas ajudaram, principalmente aquelas que estavam acompanhando a situação toda pelo perfil dos Parceiros, que viraram referência na ação. Empresários, artistas, times de futebol, pessoas famosas, associações, empresas, todo mundo doou um pouco.

“Depois que passou o pior, recebemos relatos de acompanhantes e pacientes que nos ligaram agradecendo, informando que o cilindro conseguiu dar sobrevida a quem estava nas unidades de saúde que passamos. O fato mais marcante para mim aconteceu no SPA da Galiléia. Quando chegamos lá, na madrugada do dia 15, já tinham morrido mais de 30 pessoas em menos de 48h, segundo a equipe interna. A mesma coisa aconteceu no SPA da Redenção. Nós fizemos de tudo, foi uma mistura de adrenalina com correria, pega cilindro, deixa cilindro. Queríamos salvar vidas, acho que conseguimos dar nosso melhor e desde então não paramos, continuamos nas ruas, em ação”, afirmou.

Mas as necessidades da pandemia não são apenas cilindro de oxigênio, válvulas para o cilindro, insumos hospitalares, medicamentos, bipaps, concentrador de ar, leitos, cestas básicas conseguidas pelo grupo. A pandemia não é só o paciente no hospital internado. Existem pessoas que perderam seu emprego, famílias que não têm mais renda, que precisam de ajuda, por isso os Parceiros criaram a força tarefa das cestas básicas. Já entregaram 500 cestas a famílias carentes. 

“Nosso foco é ajudar das mais diversas formas como, por exemplo, no dia 30 de janeiro, entregamos mais de 500 mil insumos hospitalares a 27 unidades de saúde da rede pública de Manaus e para o Hospital de Itacoatiara. Com o dinheiro das doações, conseguimos comprar mais de R$ 1 milhão em itens e materiais, incluindo bipaps, EPIs, cadeira de rodas e outros itens necessários, que estavam escassos nesses locais. Ainda vamos fazer uma entrega grande de leitos esta semana”, adiantou.

Sempre atuantes

Grupo Parceiros Brilhantes organizou abastecimento de oxigênio na última crise do início de janeiro

O Parceiros Brilhantes é um instituto social sem fins lucrativos. Oficialmente começou suas atividades no dia 02 de dezembro de 2019. O projeto tem como objetivo ajudar as pessoas que mais precisam através das histórias que chegam até o grupo. Essas histórias passam por uma comissão, formada por membros do projeto, que avalia a veracidade e a real situação de cada caso. A partir daí, é idealizado um plano de ação para cada história. Os Parceiros Brilhantes têm como base seis pilares: Direitos Humanos, Saúde, Educação, Geração de Trabalho e Renda, Meio Ambiente e Situação de Emergência. É constituído por empresários, que desempenham a função de voluntários e mantenedores do projeto.

“Junto com minha equipe, temos o papel de desempenhar as funções administrativas do projeto no dia a dia. Meu lado jornalístico me ajuda a desenvolver as histórias. Usamos muito as redes sociais e os vídeos para dar esse relato, tentar comover as pessoas”, explicou Mayara.

“Estamos sempre atuantes. Pelo #SOSManaus vamos continuar ajudando enquanto tivermos doações. Pelo projeto em si, vamos dar oportunidades às pessoas através das histórias que chegam até a gente. A próxima será a de uma criança que tem estrabismo e está quase cega, precisando de nosso apoio”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email