Governo injeta R$ 220 milhões com parcela do 13º

O governador Wilson Lima anunciou ontem a liberação de aproximadamente R$ 220 milhões para o pagamento do adiantamento do 13º para 113 mil servidores do Estado, incluindo pessoal da ativa, aposentados e pensionistas. O pagamento será feito nos dias 25 e 26 de junho. O anúncio foi feito ontem em coletiva na sede do Governo.

A medida é parte da estratégia do Governo para aquecer a economia para o pós-pandemia.

“O anúncio integra as medidas para a recuperação atividades econômicas”, explicou o governador.

O governador considerou positivo o balanço da primeira semana de liberação das atividades econômicas consideradas não essenciais que começou no último dia 1º de junho. Ele disse que não há indicação de mudança nos ciclos de retomada, apesar da melhora dos indicadores sobre a Covid-19, principalmente do número de enterros e internações nas unidades de saúde do Estado. Mas, apesar disso, o governo vai continuar avaliando os dados para qualquer possível mudança.

AO VIVO 08/06 | Entrevista coletiva sobre medidas de apoio à retomada econômica

Governador do Amazonas, Wilson Lima, concede entrevista, nesta segunda-feira (08/06), sobre medidas de apoio à retomada econômica. Acompanhe!

Posted by Governo do Estado do Amazonas on Monday, June 8, 2020

Wilson Lima não quis comentar sobre a opinião de cientistas da Ufam que questionaram, em audiência virtual na Aleam, o retorno das atividades econômicas não essenciais. Ele disse que o governo não foi convidado para partcipar desse debate, mas acrescentou que a decisão do governo teve como base os indicadores avaliados pelos especialistas do Estado.

O governador também disse que há confusão sobre a informação divulgado de que o Governo do Amazonas tem em conta cerca de R$ 4 bilhões, segundo informações do Tesouro Nacional.

“É preciso entender que a maioria dos recursos do Estado são vinculados, a maioria é destinada a obras, a contratações que foram feitas com o Bid, destinados para o Padeam, para a construção de escolas de tempo integral, contratações para o Prosamin, ações de crédito junto ao Banco do Brasil, junto a Caixa econômica”, afirmou.

O adiantamento a ser pago aos servidores foi possível, segundo o governador, devido ao dever de casa feito com corte de gastos e revisões de contratos.

“Além do adiantamento do 13º, está garantido também o pagamento dos servidores até o fim do ano. O servidor é prioridade”, afirmou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email