9 de maio de 2021

Governo entrega R$ 4 milhões para beneficiários do Prosamim

O governador Wilson Lima deu início, nesta terça-feira (23/03), ao pagamento de indenizações, bônus-moradia, fundo de comércio e auxílio-moradia para 79 beneficiários cadastrados no Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). Ao todo, o Governo do Estado vai destinar R$ 4.089.020,74 para a ação. Os recursos são financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O pagamento, que foi concedido por meio da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), é destinado a quem residia na área do Igarapé do Quarenta, no trecho da avenida Costa e Silva (Silves) e rua Maués, bairro Cachoeirinha, zona sul da capital. É a primeira vez que o benefício é repassado neste ano.

“Nós estamos em um trabalho de recuperação daquele trecho entre a Silves e a Maués, e nós estamos indenizando aquelas famílias que estão sendo desapropriadas daquela área. Inclusive, já tem até vendedor recebendo o dinheiro da venda da casa, tem gente se mudando hoje”, destacou o governador Wilson Lima.

Ele ressaltou que o impacto do Prosamim vai além de obras de infraestrutura. “Isso é importante porque dá dignidade, dá respeito a essas pessoas, e é um reconhecimento a quem muito tempo ficou ali naquela área e muito tempo sofreu, e hoje tem uma nova perspectiva de vida”, disse o governador.

Pagamentos 

Os pagamentos às famílias foram efetuados no Centro Estadual de Convivência do Idoso, rua Wilkens de Matos, s/nº, bairro Aparecida, zona sul. As indenizações possibilitam que as famílias encontrem soluções de moradia definitiva.

Entre as 79 famílias beneficiadas, 21 vão receber indenizações (valores que variam de acordo com o valor da benfeitoria do imóvel); 42 receberão bônus-moradia no valor de R$ 50 mil (solução aplicada para aquisição de casa regularizada no mercado imobiliário); 10 terão auxílios-moradia no valor de R$ 6 mil (aplicada à inquilinos e cedidos atendidos pelo programa); e seis irão receber uma compensação financeira chamada de fundos de comércio para quem vivia de atividade comercial no local. Para esse último, o valor é proporcional ao tamanho do imóvel.

Com os pagamentos, a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), coordenadora das ações do Prosamim, terá condições de avançar nas frentes de obras do Igarapé do Quarenta, o que possibilitará mais requalificação urbana e melhorias de trânsito na cidade.

De acordo com o diretor-presidente da Suhab, João Coelho Braga, com a aprovação de projetos do Governo do Estado para 2021, a Suhab deve anunciar novas ações de habitação já para o próximo mês.

“A gente tem outras frentes. Tem a AM-070, o Anel Viário Sul e o Anel Viário Leste, e o governo está fazendo as obras necessárias para atender a população. O trabalho da Suhab continua com a construção de casas e apartamentos, lotes organizados, regularização fundiária. É o que nós vamos começar a implementar a partir desse mês de abril agora, com alguns projetos já aprovados pelo Governo do Estado”, acrescentou João Coelho Braga.

Mudança de vida 

A comerciante Marinete Santos, 67, recebeu do Governo do Estado uma indenização no valor de R$ 239 mil pelo imóvel na área do Igarapé do Quarenta. Com o montante, ela pretende recomeçar a vida com mais segurança no município de Iranduba. Ela disse estar ansiosa para morar mais próximo da mãe, uma idosa de 90 anos, e abrir outro estabelecimento.

“Eu botei na mão de Deus desde o começo. Sempre disse. Moro lá há 42 anos, então desde que fui morar lá, sempre foi isso. Sempre vai sair, sempre vai sair… Agora saiu. Eu nem acreditava. Eu dizia que só ia acreditar quando eu já estivesse com isso na mão. Então acho que agora estou acreditando”, disse ela.

O beneficiado Waldo Barbosa, 52, é outro cidadão que obteve o apoio do Governo do Estado. Waldo recebeu o bônus-moradia no valor de R$ 50 mil e comemorou a oportunidade de adquirir outro imóvel, tendo em vista que o local onde morava era afetado por alagações no período da enchente. O sentimento, segundo ele, é de alegria.

“Todo mundo sabe como é que é maromba. Faz um assoalho dentro do outro, e a área era boa, graças a Deus, mas vai ficar melhor ainda depois que estiver beneficiada. O Governo está atento para as obras, e eu quero ver quando passar por lá de novo e a obra estiver concluída e dizer: nota 10”.

FOTOS/DESTAQUE: Diego Peres/Secom

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email