Governo e prefeitura selam acordo e anunciam obras do gasoduto

O prefeito Serafim Corrêa e o governador Eduardo Braga, assinaram na tarde de quarta-feira, acordo que garante o início imediato das obras do Gasoduto Coari-Manaus na capital amazonense. Serafim entregou ao governador a licença ambiental que permite o uso do solo de Manaus. A meta é colocar 46 quilômetros de tubulações ligando as áreas da cidade onde funcionam usinas termoelétricas e futuros pontos de armazenagem do gás.

O acordo foi selado na sede do governo do Estado, no bairro da Compensa, onde foram confirmados investimentos de R$ 100 milhões destinados à implantação do Gasoduto na cidade de Manaus.

O prefeito Serafim Corrêa disse que a união entre prefeitura e governo mostra o esforço do poder público em criar soluções para os problemas que afligem a capital. “As obras devem começar nas próximas semanas. Faltam apenas algumas formalidades legais porém em breve as pessoas vão assistir a chegada do gás à nossa cidade”,assegurou.

Com o funcionamento do gasoduto, a prefeitura quer mudar a matriz energética da capital. Entre os resultados positivos está o barateamento do custo da energia elétrica, principalmente para o setor industrial. “Com essa redução de custos as empresas podem criar novos empregos para a população de Manaus. Outra vantagem é a oferta do gás como combustível para veículos automotores”, acrescentou Serafim Corrêa.

Preservar ambiente

O uso do gás como combustível automotivo está nos planos da Prefeitura Municipal de Manaus desde 2004. A idéia é colocar em funcionamento uma frota de ônibus movida exclusivamente a GNV (gás natural veicular). “Manaus é uma cidade preocupada com a preservação do meio-ambiente. O uso do gás em substituição ao óleo diesel vai reduzir os níveis de poluição do ar”, destacou o prefeito da cidade.

Embora a chegada do gás de Coari traga inúmeros benefícios à Manaus, Serafim explicou que a população deve ter paciência quanto às obras que ter início em vários pontos da cidade. “A colocação das tubulações vai exigir a escavação de várias ruas e avenidas. Por isso o trânsito em alguns pontos continuará congestionado”, explicou Serafim.
Com o início das obras do gasoduto, Manaus vai se transformar, cada vez mais, em um canteiro de obras pois a prefeitura já realiza serviços como a instalação das adutoras de água e construção de viadutos, disse Serafim Corrêa. “Temos serviços por toda parte. Estamos trabalhando para tornar Manaus uma cidade moderna e livre dos problemas que há décadas prejudicam a vida dos moradores”, ressaltou o prefeito de Manaus.

Placas vão ser espalhadas na cidade

O governador Eduardo Braga disse que Manaus vai ganhar um número ainda maior de placas indicando a realização de obras. “Em todos os bairros as pessoas vão encontrar placas com os nomes da prefeitura e do governo indicando a existência de serviços”, informou.

Além dos R$ 100 milhões investidos na implantação do gasoduto em Manaus, o governo do Estado liberou o montante de R$ 10 milhões que serão usados pela prefeitura na urbanização da cidade e recuperação da malha viária da cidade.

“Os recursos serão usados para melhorar ruas e avenidas onde existe grande fluxo de veículos. Também não deixaremos de fora os bairros da periferia que necessitam de obras de infra-estrutura”, completou Serafim.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email