Governo do Estado deve reabrir prazo e ampliar Refis

O governado do Amazonas vai reabrir o prazo de adesão ao Programa de Regularização Fiscal (Refis), com a concessão parcial de remissão e anistia de juros e multas de débitos de impostos e contribuições estaduais. Projeto de Lei do Governo do Estado que amplia o alcance do programa e novos prazos foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado, na sessão ordinária desta terça-feira (14/09), e seguirá para sanção do governador.

“O programa faz parte do rol de medidas adotadas pelo Estado do Amazonas no combate à pandemia da Covid-19, especialmente àquelas dedicadas à mitigação dos efeitos do arrefecimento da atividade econômica”, destacou Wilson Lima na mensagem que encaminhou o projeto de lei aos deputados estaduais.

Com a reabertura do Refis, serão concedidos descontos de até 95% no pagamento de dívidas de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)), Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD), além de fundos e contribuições (FTI, FMPES, UEA e FPS).

Em linhas gerais, sobre a aplicação de redução de juros e multas e o parcelamento do valor principal devido, a medida atende contribuintes inadimplentes com o recolhimento do ICMS, IPVA e ITCMD vencidos até 31 de março de 2021. Sobre as contribuições, o programa estadual de refinanciamento abrange os débitos também gerados até essa mesma data. Os interessados poderão aderir ao programa até 31 do próximo mês de dezembro.

O projeto defendido pelo Governo do Amazonas como importante medida para fomentar a regularização de empresas e contribuintes em geral, consequentemente com efeitos diretos no reaquecimento da economia nesse momento de pandemia, foi aprovado por unanimidade dos parlamentares estaduais.

“Importante para a cidade de Manaus, mas também para muitos municípios do interior amazonense. Com o programa de refinanciamento fiscal, as empresas e as pessoas que estão inadimplentes poderão voltar à economia. Vão poder pedir a anistia de juros e parcelar o principal da dívida. E adimplentes, os empresários voltam a empregar, a gerar renda”, destaca o deputado Adjuto Afonso.

Refis 

Elaborado no âmbito da Secretaria de Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM), por determinação do governador Wilson Lima, o programa foi instituído por meio da Lei nº 5.320/2020. De acordo com a chefe do Departamento de Arrecadação da Sefaz, Anny Karolliny Saraiva Coelho, o programa de regularização fiscal está fundamentado no Convênio nº 79/2020, do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que reúne as secretarias de fazenda de todo o país e institui políticas fiscais de maneira conjunta entre os estados a fim de evitar a guerra fiscal.

Iniciado no ano passado e finalizado em março de 2021, o Refis 2020 beneficiou mais de 11.500 contribuintes e arrecadou cerca de R$ 100 milhões e parcelou outros R$ 99,4 milhões.

Foto/Destaque: Lucas Silva/Secom

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email