Governo do Amazonas transfere pacientes para Belém

Na madrugada desta terça-feira (19/01), mais quatro pacientes do Interior do Amazonas foram transferidos para tratamento da Covid-19 em outro estado. Os pacientes do município de Parintins, no Baixo Amazonas, foram levados para Belém, no Pará,  como parte da força-tarefa criada pelo Governo do Amazonas, em parceria com o Governo Federal, para melhorar o atendimento da população na rede pública de saúde.

Os pacientes estavam internados no Hospital Jofre Cohen, foram transferidos em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) e vão receber tratamento no Hospital de Campanha de Belém. Outros dois pacientes de Parintins foram transferidos na segunda-feira (18/01) já estão recebendo assistência na unidade hospitalar do Pará. 

As transferências de pacientes do Amazonas para outros estados foram uma decisão do Governo do Amazonas, após ser informado da dificuldade de abastecimento de oxigênio por parte da empresa White Martins, responsável pela oferta do serviço, em razão do aumento da demanda pelo produto nos últimos 15 dias, com o crescimento no número de internações na rede estadual.

Transferidos 

Com a remoção desta terça-feira, o Amazonas já contabiliza 115 transferências de pacientes que estavam internados em unidades da rede estadual de Saúde para tratamento em hospitais dos estados do Acre, Distrito Federal, Maranhão, Pernambuco, Piauí, João Pessoa, Rio Grande do Norte, Pará e Goiás.

Segurança do paciente 

Para realizar a viagem, os pacientes são avaliados pela equipe médica antes de saírem do hospital e antes do embarque. A transferência de pacientes com Covid-19 internados em unidades da rede de Saúde do Amazonas para outros estados tem seguido rígidos protocolos de segurança, de modo a resguardar pacientes e profissionais que estão atuando na operação.

Os pacientes transferidos são selecionados atendendo a classificação de risco do protocolo de Manchester, adotado pelos médicos que atuam na Central Unificada de Regulação de Agendamento de Consultas e Exames (Cura) e que estabelece as prioridades de atendimento de acordo com o quadro clínico de cada caso.

Os pacientes também assinam um termo de consentimento para a transferência. O transporte aéreo tem sido feito pela FAB, que tem atuado na força-tarefa ao lado do Governo do Estado e Ministério da Saúde (MS) no enfrentamento da crise sanitária provocada pela Covid-19.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email