Governo convoca indústria para discutir fabricação do Ipad

O Ministério da Ciência e Tecnologia deverá se reunir com representantes da indústria na próxima semana para de‑ talhar a contratação de 100 mil pessoas estimada pela Foxconn no país.
Segundo Humberto Barbato, presidente da Abinee, o encontro foi suge‑ rido diretamente pelo mi–nistro Aloizio Mercadante, que está na China, para esclarecer à indústria sobre o contingente de mão de obra demandado.
“Ele [Mercadante] acionou diretamente o ministro em exercício, Luiz Elias, para transmitir o recado de que entendia a nossa preocupação sobre o tamanho das contratações e propôs uma reunião para tranquilizar a indústria”, disse Barbato.
O telefonema foi recebido ontem, 14, pela associação. A reunião, que deverá acontecer em Brasília, também vai abordar os detalhes dos investimentos no país, segundo Barbato.
O esclarecimento sobre a contratação vem após a indústria questionar o plano pretendido. Hoje, no país, são empregados 172 mil profissionais pelo setor de eletroeletrônicos.
Os planos de contratação da Foxconn levantaram também preocupações quanto à falta desses profissionais. Estima-se hoje um deficit de 92 mil profissionais com formação em tecnologia.
“O mundo todo gostaria de ter uma alternativa para Índia ou China em desenvolvimento de software ou produção de eletrônicos e uma alternativa natural seria algum dos outros Brics. O problema é que hoje não temos mão de obra nem para as nossas próprias indústrias”, resume Fernando Meirelles, diretor da FGV-Eaesp.
Segundo estudos da FGV-Eaesp, até 2014 o deficit será de cerca de 800 mil pessoas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email