Governo anuncia edital do processo seletivo

O governo do Amazonas vai publicar nesta sexta-feira, 29, o edital do Processo Seletivo Simplificado para a seleção de 729 profissionais de saúde de nível médio e superior que serão contratados para atuarem nas novas unidades de saúde da capital. As inscrições acontecerão de 2 a 7 de fevereiro, na arena Amadeu Teixeira, com previsão de 30 dias para o encerramento do processo de seleção.
O anuncio foi feito na última quinta-feira, 28, pelo secretário estadual de Saúde, Agnaldo Costa, durante entrevista coletiva, na sede da Susam (Secretaria Estadual de Saúde). Na ocasião, Costa também anunciou para os próximos dias um novo processo seletivo para a contratação de outros 497 profissionais de saúde para atuarem no interior do Estado.
O Processo Seletivo para a capital irá selecionar profissionais para atuarem no novo Complexo Hospitalar 28 de Agosto, no Instituto da Mulher, no Icam (Instituto da Criança) e no Hospital Platão Araújo. Todas as unidades estão previstas para serem inauguradas no primeiro semestre.
A seleção para a escolha dos profissionais será por meio de análise curricular, realizada por uma comissão previamente definida pela Susam, sendo levado em consideração fatores como tempo de serviço e a qualificação profissional. “O que vai prevalecer é o tempo e a experiência, ou seja, a qualidade curricular do profissional”, destacou o secretário.
Os salários da capital vão variar de R$ 1.171,53 a R$ 3.650 para profissionais não médicos.

Interior do Amazonas

O governo do Estado também vai convocar profissionais de saúde para o interior. Nos próximos dias a Susam deverá lançar um edital com 497 vagas para os 16 polos de saúde e hospitais das sedes regionais.
“O governo está reestruturando toda a rede hospitalar do interior e será imprescindível a contratação de pessoal qualificado em quantidade que possa proporcionar um serviço de qualidade à população do interior”, observou o secretário.
Segundo ele, a Susam aguarda o fim do recesso da ALE (Assembleia Legislativa do Estado) para a apreciação de um Projeto de Lei encaminhado pelo governador Eduardo Braga que cria salários diferenciados para os médicos dependendo da distância do município onde eles irão atuar.
Sob a responsabilidade do Cetam (Centro de Educação Tecnológica do Amazonas), o processo seletivo para o interior será nacional visando atrair profissionais para atuarem nos municípios mais distantes.
Serão três níveis salariais. Os profissionais de Manaus e região metropolitana receberão um valor menor que os que vão atuar em municípios distantes, 300 quilômetros da capital. O maior valor será pago para quem vai atuar nos municípios acima de 300 quilômetros.
“Com isso esperamos reduzir distorções, ou seja, quem for para mais distante receberá mais e assim garantir a presença de médicos nos municípios mais afastados”, explicou Agnaldo Costa.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email