Governadora do RN recorre ao TSE

Os advogados de defesa da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), do Rio Grande do Norte, entraram na manhã de ontem com um mandado de segurança no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
O objetivo é conseguir uma liminar (decisão judicial provisória) e suspender o afastamento dela do cargo, evitando a posse do vice-governador potiguar, Robinson Faria (PSD). A medida foi tomada antes mesmo da publicação com o acórdão da decisão, tomada pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) na tarde de terça-feira.
A expectativa é que o documento seja publicado hoje no Diário de Justiça, por volta das 19 horas, cerca de 72 horas depois do julgamento. O mandado de segurança de número 94.527 foi encaminhado para análise da ministra Laurita Vaz.

Afastamento

Na terça-feira, por cinco votos a favor e apenas um contra, o TRE determinou o afastamento da governadora por abuso de poder econômico e político nas eleições municipais de 2012, quando, segundo o tribunal, usou a máquina do Estado em benefício da campanha da prefeita de Mossoró, Cláudia Regina (DEM), afastada do cargo na semana passada.
A governadora do DEM, segundo o Ministério Público Eleitoral, usou o avião do Estado 17 vezes para ir a Mossoró de julho a outubro do ano passado. Ela agendava atos de governo, mas em seguida participava de eventos de campanha na cidade, a segunda maior do Estado e sua antiga base política.
Além da saída de Rosalba, os juízes determinaram a posse do vice-governador Robinson Faria em até 24 horas após a publicação do acórdão. Faria faz oposição a Rosalba desde o primeiro ano de administração. Se a governadora perder o mandato, o DEM ficará sem o controle do único Estado que estava sob sua gestão.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email