29 de junho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Gestores fornecem feedback constante

“Você pode falar o que quiser, dependendo da forma como expressa”

Eu tenho certeza que você já ouviu essa frase em algum momento da sua vida e tenho certeza que já pensou que se alguém, em determinada situação tivesse dito algo a você de forma diferente não traria tanto incômodo ou desavença.

Muitos gestores têm medo de fornecer feedback ou o fazem de maneira inadequada ou ainda pessoas têm medo de receber feedbacks por esse motivo, elas sentem medo de ouvir algo negativo do outro ou de sentirem-se mal com o que o outro tem a expor sobre ele.

Dar ou receber um feedback não precisa ser motivo de ansiedade e nem de medo por parte do colaborador, muito menos deveria ser negligenciado por parte dos gestores, pois é importante que esse processo seja feito porque assim há ajuste de comunicação, fortalece a autoconfiança, erros são sanados sempre que a devolutiva da produtividade é falada.

A etimologia da palavra feedback vem do inglês e tem por definição feed que significa “alimentar” e back que significa “de volta”, ou seja, é aquilo que retorna, que volta, que devolve.  Para tornar o artigo didático, posso relatar que existem algumas formas de feedback, que são: 

Feedback positivo: Quando o avaliador ou pessoa responsável pelo colaborador diz a ele quais são os aspectos positivos do seu comportamento, quais são os pontos fortes e interessantes para o desenvolvimento dele. 

Feedback construtivo: Aquele em que se diz aspectos positivos e a melhorar, são apontamentos sutis que fazem com que o indivíduo possa reavaliar alguns comportamentos que podem impedir seus resultados em longo prazo ou se forem bons, podem potencializar e permanecer firme no propósito de melhora. 

Feedback negativo: Quando a pessoa não está de acordo com os valores empregados ou está abaixo no desenvolvimento esperado, de forma delicada é possível mostrar ao colaborador novas formas de realidade e como pode sanar essas dificuldades.

Ter maturidade para ouvir, entender e aplicar é um meio de evolução não somente profissional, mas também pessoal, afinal essa ferramenta pode ser aplicada não só no ambiente corporativo, mas na vida comum.

Ter o hábito de dar feedbacks para a equipe é interessante porque por meio dele há um fortalecimento do relacionamento entre líder e liderado, além disso, o reconhecimento que o colaborador sente do seu líder é uma forma de se sentir valorizado pelo trabalho que exerce.

Quando lideramos uma equipe, lidamos com pessoas diferentes, com pensamentos e gostos diferentes. Podem ter o mesmo anseio por metas, o mesmo desejo de vencer, a mesma garra de conquistar, mas são seres individuais, portanto, são diferentes entre si.

Algumas pessoas gostam de ouvir coisas positivas a seu respeito, outras preferem ser reconhecidas com presentes, há quem goste de atos de serviço e assim sentem-se amadas, alguns até preferem abraços como forma de retribuição, essa é uma teoria defendida pelo psicólogo Gary Chapman. O autor deste livro que carrega este mesmo nome, defende que as pessoas têm formas diferentes de se sentirem amadas e valorizadas.

Mas há algo incomum em todo ser humano: gostamos de reconhecimento do nosso trabalho e esforço.

Não é vaidade querermos ser reconhecidos e recebermos elogios, não é bajulação e nem uma forma de fazer com que o ego infle, é apenas um gesto amoroso e carinhoso de demonstrar que o outro é importante ou bom em algo.

É no feedback positivo ou construtivo que as pessoas quebram o preconceito que têm sobre a prática ser ruim e levantar pontos que não gostariam de saber. Reconheça seus colaboradores, reconheça a forma de trabalho de cada um, a individualidade nas ações, a forma como enxergam o mundo.

É pelo fortalecimento do reconhecimento que a motivação surge e a vontade de fazer cada vez melhor aparece. As pessoas gostam de saber onde estão acertando ou onde podem melhorar para que atinjam a excelência, nunca pense que alguém não tem mais jeito e nem limite seu campo de visão sobre as pessoas ao seu redor, expanda seu imaginário para perceber que somente um olhar amoroso é capaz de tocar até a pessoa mais fechada que existe neste mundo.

O amor cura todas as coisas e querer ver as pessoas que se apresentam a você melhores, é um ato genuíno de amor. Atente-se aos detalhes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email