Gerdau gasta R$ 11 bilhões em compras

A maior companhia siderúrgica brasileira, a Gerdau, confirmou a 12ª aquisição no exterior neste ano. Com a compra da norte-americana Quanex (MacSteel), segunda maior fornecedora de aços longos especiais para a indústria automobilística dos EUA, a Gerdau elevou os investimentos em compras neste ano a US$ 6.3 bilhões. Esse já é o maior ciclo de aquisições da companhia brasileira desde o começo dos anos 80, quando a empresa iniciou o processo de internacionalização.

No ano passado, por exemplo, a empresa fez sete aquisições e desembolsou US$ 1 bilhão. Só neste ano, as compras feitas pela Gerdau irão elevar a capacidade de produção de aço em 4,5 milhões de toneladas. Quando todas as operações tiveram sido aprovadas pelas instituições locais que acompanham processos de concentração, a companhia brasileira alcançará a capacidade instalada de produção de aço de 24,4 milhões de toneladas por ano.

Os resultados deste longo processo de internacionalização pode ser medido no balanço financeiro da companhia. De janeiro a setembro deste ano, a receita líquida consolidada da Gerdau cresceu 16,2% e alcançou R$ 22,5 bilhões. As receitas obtidas fora do país cresceram 18,2%, e atingiram no mesmo período R$ 12 9 bilhões.

“Não há qualquer dúvida sobre o papel de empresa consolidadora da Gerdau”, disse Felipe Reis, analista de siderurgia e mineração do Banco Santander. As duas últimas aquisições (Chaparral e Quanex) foram as maiores da empresa no ano. Para Reis, a aquisição foi a mais cara de todas. “A Gerdau pagou caro, mais caro do que o negócio anterior”, afirmou.

O valor do negócio ultrapassou US$ 1.6 bilhão, cifra que incluiu o preço de US$ 1.4 bilhão e a assunção de uma dívida de US$ 215 milhões. Analistas de mercado divergem, entretanto, sobre os fundamentos deste decisão da empresa em comprar ativos tão caros. Para Reis, o valor final do negócio (incluídos o preço e a dívida) foi de 10,3 vezes a capacidade de geração de caixa da Quanex. “Este indicador mostra como o valor final ficou alto. A mesma relação no caso da Chaparral foi de nove vezes”, disse.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email