Gerar confiança faz toda diferença

Liderar é um grande desafio e todos nós já sabemos disto. Todos os dias, é preciso respirar fundo, enfrentar as próprias emoções para ser empático com os sentimentos dos outros e assim conseguir passos importantes rumo ao processo mais desafiador de liderar, conquistar e manter a confiança com as pessoas do seu time e todos ao seu redor.

Sem confiança, é impossível liderar.

É até possível conseguir fazer com que as pessoas façam o que precisam fazer, mesmo que não confiem em quem pede, seja por medo, necessidade ou qualquer circunstância que as impeça de negar, mas para liderar é preciso ter vínculo e este elo não se pode impor, apenas conquistando o respeito da pessoas é possível ser líder. Ser gestor, é outra coisa!

É com confiança que se forma equipe de alto desempenho. A presença dela permite sentimentos sinceros de apoio, colaboração e com isto, os membros de uma equipe podem agir sem receio, podem expressar suas ideias e sugestões para encontrar novos caminhos para resolver os problemas, conseguem admitir o desconhecimento e travar a jornada contínua de aprendizado. São capazes de falar sobre seus desconfortos sobre ações de seus colegas e líder para avançarem em relações honestas e transparentes e ainda, é com confiança que as pessoas podem ter atitudes que são próprias de seu perfil comportamental e temperamento, sem precisar se esconder ou fingir ser quem não são.

A ausência de confiança, desencoraja conflitos genuínos que tornam as discussões produtivas, afetam a satisfação no trabalho e consequentemente a produtividade, diminuem as habilidades de análise crítica e pensamento estratégico, pois todos entram em modo de defesa e o resultado é a perda de talentos e de resultados extraordinários vindos de equipes que confiam em seus membros e estão prontos para se comprometerem com o coletivo e se responsabilizarem pelo todo.

Quando o líder não promove um ambiente de confiança, seus liderados podem colocar muros que impendem de mostrar suas dificuldades e limitações e com isto, fica muito difícil tratar a causa raiz do problema, pois o medo de ser visto como alguém incompetente impede as pessoas de aprender mais rapidamente, afinal quem mesmo se sente encorajado em consultar um líder sobre o que não se sabe quando não se confia a real intenção de ajudar e apoiar?

Por muitos anos, houve uma grande manifestação de que o sucesso era fruto de elevado QI – Quociente de Inteligência, medido por testes lógicos e analíticos, mas são avançados os estudos que demonstram que mais de 80% dos fatores ligados ao sucesso vem de outros fatores, grande parte deste % o fator emocional. Dada esta constatação, é inegável a importância do líder manter o clima agradável, sem harmonia disfarçada, com sentimentos reais e emoções positivas entre as pessoas. Eis a confiança com a base de toda relação interpessoal saudável.

Posso até afirmar, que com confiança, podemos ser até mais empáticos e promover movimentos de suporte mutuo no time e com isto o melhor aproveitamento dos talentos individuais e competências complementares que geram performance além da média. 

Certamente, quando não confiamos nas pessoas da equipe, cada um segue de forma individualizada suas obrigações profissionais, cuidando apenas do que é seu trabalho, faltando com a divisão de informações e compartilhamentos de conhecimentos. 

É possível que os conflitos virem confrontos e as soluções deixem de ser o centro do conflito e as ofensas pessoais passem a tomar conta das discussões. Quando não, as pessoas passam a fingir que está tudo bem, mas no fundo, a ausência de conflito é a clara declaração de que não existe nem confiança para mostrar o que elas pensam ou acreditam. 

Este ambiente, seja pelo conflito, seja pelo fingir que estamos bem, leva ao naufrágio qualquer time que poderia ter sucesso pelos talentos instalados, pois não existirá caminho de concessão, de acordo, muito menos de colaboração. Será sempre uma guerra velada ou manifesta de ganha-perde ou perde-perde.

Podemos perceber, que toda criatividade e inovação que são importantes para a sobrevivência de qualquer negócio, vai para o fundo junto, pois com alto índice de insatisfação, o estresse, ansiedade ou depressão tomam conta das pessoas e não tem como performar com um time doente emocionalmente, pois por mais competentes que seja cada um deles isoladamente. Afinal, como arriscar e ser ousado com um grupo no qual não confiamos?

Lembro que confiança é crer, acreditar na verdade das intenções ou das palavras de alguém. É estabelecer um elo em que a coerência entre o que você fala e o que você faz é fundamental quando se trata de inspirar confiança. Eis a liderança na essência!

Sei que nesta altura da leitura, você já entendeu que se não gerar confiança, não tem como tirar o máximo do potencial de uma equipe. Lembrando que a confiança é uma via de mão dupla. Para funcionar, líder e liderados precisam confiar uns nos outros. É somente a partir disso que os resultados serão potencializados. 

Não tenho uma fórmula mágica, não tenho um segredo infalível, mas se posso ajudar com algumas dicas, diria: permita que as pessoas sejam autênticas, aceite que não é infalível e que ninguém do time será para não ficar decepcionado demais com os erros e possam agir com naturalidade diante das imperfeições, lide com o fato de que não sabe tudo e que ninguém sabe também para que o time possa expor suas dificuldades, enfrente os desafios e mudanças com cautela, mas com peito aberto para o novo e sempre tenha uma postura de acolhimento e engajamento. Líderes assim, são os próximos de serem confiáveis, pois nem falarei que ética e integridade são a raiz inegociável para quem quer ser confiável.

Disto isto, se não tem como pedir emprestado confiança, vamos conquistar com muito trabalho em nossas relações humanas, muita transparência em nossas atitudes, muita coerência e consistência em nossas ações e boa dose de feedback para saber se estamos no caminho certo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email