Gasolina e álcool voltam a cair

A gasolina, o álcool e o GLP (gás de cozinha) ficaram mais baratos para o consumidor em setembro, mas o diesel e o GNV (gás natural veicular) tiveram seus preços elevados, indicou o levantamento mensal de preços da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Esse movimento no preço dos cinco combustíveis já tinha sido captado pelo órgão federal em agosto. Ele pode ser explicado pelo período de safra de cana-de-açúcar e o consequente aumento da oferta de álcool –o que derruba o preço do combustível e da gasolina, que possui o álcool em sua composição– e o aumento do preço do petróleo no mercado internacional, com o barril ultrapassando os US$ 80.

Os valores divulgados pela ANP são a média praticada por Estado, desconsiderando os mais baixos e mais altos. Os preços de todos os Estados e municípios, separados por postos analisados e tipos de combustível, está disponível no site da agência reguladora.

Assim como no mês passado, o álcool foi o combustível com maior redução de preços em agosto. Caiu 1,62% –foi de R$ 1,359 em agosto para R$ 1,337 agora. No mês anterior, a queda do preço tinha sido de 2,81%. São Paulo tomou de Goiás o posto de Estado com o preço mais em conta para o álcool. O preço médio do litro do combustível saiu por R$ 1,099 para os consumidores.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email