Garibaldi dá ultimato para demissão de parentes

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), prometeu exonerar os parentes de parlamentares contratados sem concurso público que não forem afastados pelos próprios senadores até o final de outubro. Garibaldi decidiu estender até o último dia do mês o prazo para que os parlamentares exonerem os servidores, mas disse que vai agir por conta própria caso a nova data não seja respeitada no Senado.
“Demos mais oito dias para que eles respondam sob pena de que tenhamos que tomar providências. Ouviremos os senadores, se eles não demitirem, nós vamos demitir. O que acontece é que preferimos, já que a indicação foi deles, demitir com a anuência deles, com a concordância deles”, afirmou.
Garibaldi negou, porém, que esteja protelando a exoneração dos servidores depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) editou súmula vinculante com a proibição do nepotismo nos três Poderes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email