Garibaldi adia reunião sobre agenda positiva

A idéia é que a partir da reunião seja definida uma “agenda positiva” com as pautas vão ser prioritárias em 2008.

O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), admitiu que deve adiar para fevereiro a reunião com os líderes partidários neste período de recesso parlamentar. O adiamento deve ser provocado pela dificuldade para garantir quórum.

Garibaldi negou que o adiamento causará atraso no cronograma de atividades dos senadores. A idéia é que a partir da reunião seja definida uma “agenda positiva” com as pautas vão ser prioritárias em 2008.

Inicialmente, Garibaldi já avisou que quer alternativas para acelerar a votação das MPs que quando não são votadas a tempo trancam a pauta do Senado e também acelerar as discussões sobre os vetos presidenciais. As MPs passam a trancar a pauta do Senado ou da Câmara a partir do 45º dia de tramitação. Primeiro, elas são votadas pelos deputados, depois pelos senadores. As medidas são tratadas prioritariamente no Congresso. No final de2007, Garibaldi encomendou à sua assessoria um estudo técnico sobre os projetos que estão em tramitação no Senado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email