Certamente o psicólogo francês Alfred Binet, um dos pioneiros dos testes psicológicos no início do século passado, ficaria maravilhado ao ver a evolução tecnológica desses instrumentos da psicologia, ainda com os mesmos objetivos: detectar as reais capacidades do ser humano, agora aliados aos games. Um destes testes, ou games, é o Chat Bot Game, programa de computador que simula a comunicação humana adaptado para o treinamento corporativo. A ferramenta permite que empresas realizem treinamentos, avaliações e processos seletivos em um ambiente virtual moderno e envolvente, a gamificação.

“A gamificação é o processo de transformar a comunicação em um processo mais lúdico, intuitivo e orgânico, dentro dos conceitos dos jogos, ou games, principalmente os eletrônicos. No caso de treinamentos gamificados, o conteúdo é transformado para incorporar fases curtas, dificuldade crescente, conquistas parciais em momentos estratégicos e introdução de conceitos mais complexos de forma gradual”, explicou Fabio Passerini, fundador e sócio-diretor da Fugativa, primeira empresa de escape games do Brasil, também pioneira na adaptação dos jogos de fuga para o mercado corporativo, tendo realizado treinamentos e dinâmicas para diversas empresas nos últimos anos.

O Chat Bot Game é um programa que utiliza inteligência artificial para simular interações bem próximas do natural, permitindo que a comunicação seja mais espontânea e fluida. Na prática, se assemelha a uma conversa por meio de plataformas de chat (bate-papo) com troca de informações, perguntas e respostas e o direcionamento para soluções e conteúdos desejados

As vantagens

O investimento corporativo em chatbots deve crescer cerca de 30% ao ano entre 2020 e 2024, de acordo com o Business Insider Intelligence. Essa foi a mesma taxa de crescimento observada pela XGEN nos primeiros cinco meses do ano. A alta foi ainda maior durante a pandemia do que o registrado nos meses anteriores.

“A comunicação digital através de um chatbot não desumaniza a relação entre as pessoas, pois permite que as relações sejam eficientes mesmo quando são eletrônicas. O objetivo é exatamente humanizar esta relação digital, que é inevitável, oferecendo um formato mais intuitivo, próximo do real e que fomente respostas mais alinhadas com a comunicação presencial e pessoal”, assegurou Marcelo Loiacono, diretor de Novos Negócios da XGen.

A XGen (Experience Generation) é uma empresa especializada em soluções de relacionamento digital.

Tanto Fábio quanto Marcelo só vêem vantagens no uso do Chat Bot Game no dia a dia das equipes. O sistema pode ser incorporado na plataforma que a empresa já utilize (WhatsApp, Facebook Messenger, Apple Business Chat, Telegram e Google RBM), o que elimina a necessidade de treinamentos adicionais em como usar determinado sistema.

“Outra vantagem é o menor investimento, pois não é preciso adquirir software e hardware adicionais, além de gerar um maior interesse por parte das pessoas em participar dos treinamentos pelo seu estilo leve, dinâmico e envolvente”, completou Fábio.

Várias aplicações

Confirmando o que foi dito no início desta matéria, parece que as folhas com os testes psicológicos são mesmo coisas do passado.

“Com certeza o Chat Bot Game é uma ferramenta que também pode ser utilizada como teste psicológico, pois permite, quando desenvolvido com o apoio de profissionais capacitados, que se identifique características pessoais e se avalie o perfil psicológico das pessoas de forma eficiente e parametrizada dentro dos objetivos a serem avaliados, entre eles raciocínio abstrato, atenção e cooperação”, disse Marcelo.

O Chat Bot Game, afirmou Marcelo, tem enorme aplicação também no ambiente educacional, podendo oferecer experiências de treinamento mais intuitivas e eficazes para todas as idades e com todo tipo de conteúdo, tanto conceitual quanto prático. Outro ambiente que pode se beneficiar é o de engajamento em causas, onde é possível criar projetos para divulgar e apresentar ideias e conceitos como sustentabilidade, por exemplo, de forma envolvente e criativa, ampliando o alcance da mensagem e fomentando o debate positivo.

“A vantagem de um treinamento gamificado é que ele consegue despertar o interesse e promover o engajamento do participante, o que gera resultados muito melhores do que os métodos convencionais, além de ser capaz de avaliar outras habilidades”, explicou Fábio.

“A empresa também consegue saber em que etapa as pessoas estão errando mais para que possa reforçar o treinamento naquele ponto. É um caminho sem volta, e as empresas sentiram isso agora com a pandemia”, concluiu Marcelo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email