Futuro dos recursos hídricos em pauta

Novas descobertas e experiências tecnológicas voltadas para o desenvolvimento sustentável dos recursos hídricos, em países como EUA, foram destaque na Conferência Internacional WITS Manaus 2009, que se encerrou na terça-feira, 24, no salão Rio Negro do Tropical Hotel. Empresários, pesquisadores e estudantes de graduação e pós-graduação do Brasil e do exterior tiveram oportunidade de mostrar seus trabalhos.
O evento, cujo tema foi “Água, Inovação, Tecnologia e Sustentabilidade”, contou com mostras de pesquisas, debates e palestras e teve patrocínio da Petrobras e da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus).
Na avaliação do co-diretor da conferência, Raul Gouvêa, a WITS Manaus 2009 foi um sucesso, já que contou com participação em massa de estudantes e pessoas ligadas ao assunto. “É a primeira vez que acontece a conferência. A participação grande de estudantes e pesquisadores locais mostra que o tema é de interesse e chama a atenção da sociedade”, avaliou Gouvêa, que propôs a criação de um polo de estudos sobre a água em Manaus.
Quem também mostrou preocupação com o futuro dos recursos hídricos foi a coordenadora geral de estudos econômicos da Suframa, Ana Maria Souza. Ao afirmar que uma em cada três pessoas não tem acesso a água potá­vel, ela frisou que esta é uma questão de sobrevivência para o Amazonas. “A situação tende a piorar. Por isso, é fundamental o tripé recurso-pesquisa-aplicação. Temos poucos pesquisadores e isso é preocupante, porque só é preciso resolver um problema pesquisando-o”, destacou.
Na abertura oficial do evento também estiveram presentes o presidente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), Eduardo Pereira Nunes, o gerente de comunicações e segurança de informações da Petrobras, Mauro Martinez, o presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Luis Castro (PPS) e o co-diretor da conferência, Sul Kassicieh.
Além de discutir sobre as pro­blemáticas e possíveis soluções tecnológicas para o uso sustentável da água, a WITS Manaus 2009 também abriu espaço para discussões acadêmicas.

Troca de experiências

O diretor de palestra sobre água, da Universidade Nacional de Rosário (Argentina), professor Aníbal Ignacio Faccendini apresentou a experiência de 17 anos de um projeto que envolve participação da comunidade na gestão dos recursos hídricos, Com o tema “Cidadania e a gestão e resolução de problemas hídricos: a inovação e sustentabilidade”, Faccendini convocou os países representados a formarem uma rede de água na América Latina, envolvendo a comunidade para que os conflitos que cercam os recursos hídricos sejam amenizados.
Atenta às palestras, a tu­rismóloga Aline Collyer aproveitou os temas para organizar ideias da pesquisa que pretende desenvolver no mestrado que pretende fazer.
Para ela, a abertura de espaço dentro da 5ª Fiam (Feira Internacional da Amazônia) paras as discussões acadêmicas e científicas é importante para a troca de experiência entre estudantes, pesquisadores e empresários. “Para mim, a experiência está sendo enriquecedora. Espero que a Fiam faça isso sempre porque um evento como este é uma oportunidade para aprofundar conhecimentos e saber o que está sendo desenvolvido em outros países”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email