Fundos de pensão preferem bancos, mineração e construção

Bancos, mineração e construção civil são os três setores da economia mais atrativos para investimentos, revelam os gestores de fundos de pensão em pesquisa feita pela consultoria Mercer. Esses gestores cuidam de R$ 231 bilhões em recursos. As ações da Vale, Itaú Unibanco, PDG Realty e Petrobras são apontadas como as principais apostas para os próximos 12 meses.
O objetivo da pesquisa da Mercer foi avaliar a expectativa dos gestores de fundos de pensão para a economia brasileira. François Racicot, líder da área de investimentos da Mercer, destaca que dentre os três setores preferidos pelos fundos, os bancos foram os que tiveram mais votos como setor número um em atratividade.
Com o mercado de crédito crescendo a 20% ao ano e a inclusão de 30 milhões de pessoas no mercado financeiro nos últimos anos, os bancos devem continuar mantendo taxas altas de expansão e lucros bilionários.
Para as commodities, 94% dos gestores dos fundos esperam novos aumentos de preços nos próximos anos. Alguns segmentos, como o de mineração, além de ganhar com a alta dos preços no mercado internacional, também se beneficiam do aquecimento da economia brasileira, que gera maior demanda por aço e outros produtos.
O setor de construção civil também é beneficiado pelo aumento da renda, do crédito imobiliário e dos projetos de infraestrutura.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email