Fundação Hemoam faz parcerias para aumentar doações

Universidades públicas e privadas, empresas, igrejas de todas as denominações religiosas, sindicatos, clubes e as Forças Armadas são alguns dos parceiros que a Fundação Hemoam (Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas), órgão do governo do Amazonas, vinculada à Susam (Secretaria de Estado de Saúde), mantém contato frequente para que o volume de doações de sangue se mantenha em nível adequado para realizar a sua principal função: salvar vidas que dependem de transfusão.
De acordo com o órgão, o hemocentro tem como meta ideal atingir o número de 800 bolsas em estoque diariamente para distribuir para a rede hospitalar. Neste ano, a instituição tem como meta atingir 6.040 doadores aptos em campanhas internas e externas. Estima-se uma meta mensal de 503 novos doadores aptos.
“A coleta externa é uma estratégia adotada pela Fundação Hemoam que visa garantir em caráter complementar o abastecimento regular de sangue e hemocomponentes, oferecendo qualidade e segurança à população na área de hemoterapia”, explica a subgerente de Coleta Externa, Eleonora de Alencar Alves Araújo, que é assistente social com pós-graduação em Gestão Pública e Marketing e Publicidade.
A subgerente conta que a Fundação Hemoam tem vários parceiros habituais, mas que está sempre aberta a estabelecer novos colaboradores, que podem entrar em contato com a Subgerência de Coletas Externas para agendar a data em que a campanha poderá ser realizada e para serem orientados sobre os procedimentos que deverão ser seguidos para que a atividade transcorra corretamente.
Eleonora explica que há vários pré-requisitos que devem ser observados pela entidade interessada em estabelecer a parceria. “Em relação às bolsas coletadas, depende da carga horária. Caso seja a coleta de 4 horas, é recomendado que se execute com 60 candidatos à doação de sangue. Caso seja de 8h, solicitamos uma lista de 120 candidatos. Para o nosso padrão de qualidade, realizamos em média 12 campanhas por mês, exceto no período dos conscritos pois temos um convênio com as Forças Armadas que nos possibilita duas campanhas anuais, que são realizadas no início e no meio do ano”.
Ela informa que as campanhas externas de doação de sangue possuem uma estrutura especial, que consiste em uma unidade móvel, um ônibus adaptado para fazer atendimento dos doadores, e de uma equipe composta por uma assistente social, duas estagiárias de Serviço Social, duas enfermeiras, três técnicas de Hematologia e Hemoterapia, um motorista e um eletricista. “Também contamos, geralmente, com uma equipe de apoio da entidade parceira para nos auxiliar na condução das atividades, quer sejam multiplicadores ou apoio logístico”, afirma Eleonora.

Esforço coletivo

A equipe de assistentes sociais também desenvolvem campanhas internas que envolvem estratégias para sensibilizar diversos grupos da sociedade. O objetivo é fazer com que esses grupos compareçam voluntariamente no próprio hemocentro. “Dessa forma, esforços são desenvolvidos por toda a equipe para o alcance da meta referente às campanhas”, enfatizou Eleonora.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email