Funcionários da PF aderem à paralisação

O SINPECPF (sindicato dos servidores da Polícia Federal) anunciou ontem que 90% dos funcionários administrativos aderiram à paralisação iniciada ontem. O órgão não tem uma estimativa de adesão.
A categoria reivindica do governo uma proposta de reestruturação do Plano Especial de Cargos e, conseqüente, aumento salarial.

Os servidores administrativos exercem serviços internos nos setores de logística e protocolo da PF como pagamentos, controle de produtos químicos, registro e concessão de portes de armas de fogo, fiscalização de segurança privada e tramitação de inquéritos policiais.

Segundo o sindicato, a greve prejudicará os trabalhos nas superintendências, em portos, aeroportos, áreas de fronteira e afetará a emissão de passaportes, prorrogação de vistos e apoio a operações.

No Estado de São Paulo e em outros estados da Federação, no entanto, o serviço de emissão de passaportes é realizado por funcionários terceirizados e não deve ser atingido pelo movimento.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email