16 de abril de 2021

Fumantes já podem contar com tratamento

Dois ambulatórios do Programa de Combate e Controle do Tabagismo da Semsa (Secretaria Municipal de Saúde), estão com inscrições abertas para o Tratamento de Fumantes

Dois ambulatórios do Programa de Combate e Controle do Tabagismo da Semsa (Secretaria Municipal de Saúde), estão com inscrições abertas para o Tratamento de Fumantes. No ambulatório da Unidade Básica de Saúde Armando Mendes, no Conjunto Manoa, zona Norte, as inscrições podem ser feitas das 8h às 18h. No da Policlínica Dr. José Raimundo Franco de Sá, no Nova Esperança, zona Oeste, o atendimento é de 8h às 11h30. O tratamento terá início na segunda quinzena de janeiro.
A Semsa possui quatro Ambulatórios de Tratamento de Fumantes distribuídos em unidades dos quatro Distritos de Saúde do município. O programa, que dá suporte às pessoas que querem deixar o vício do fumo, começou a ser implantado em outubro e ampliará os atendimentos em 2010, de acordo com o secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato. A criação dos ambulatórios, segundo ele, faz parte de um conjunto de ações da Prefeitura de Manaus visando a redução do fumo e, por conseguinte, das doenças causadas pelo vício.
Para participar do tratamento oferecido pela Semsa nos ambulatórios, não é exigida idade mínima. “A única exigência é que o próprio fumante faça a sua inscrição. A pessoa querer parar de fumar é o único pré-requisito do tratamento”, ressalta a coordenadora do programa da USB Armando Mendes, enfermeira Giovanna Batista.

Duração do tratamento

A duração do tratamento é de cerca de um ano e o atendimento aos fumantes é feito por uma equipe multiprofissional, com médicos, psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas, odontólogos e assistentes sociais. “A pessoa é avaliada por um médico pneumologista, passa por exames e, depois disso, começa a participar do grupo de terapia cognitiva comportamental”, explicou a Giovanna Batista.
A coordenadora ressalta, ainda, que nos três primeiros meses o atendimento é semanal e conta com palestras ministradas por diferentes profissionais. Entre os temas estão ‘Malefícios da nicotina’, ‘Exercícios respiratórios’, ‘Alimentação saudável’, entre outros. Depois, os encontros passam a ser semanais e, após sete meses, tornam-se mensais. “Em casos específicos, fazemos atendimento individual com auxílio medicamentoso e damos todo o suporte para quem quer realmente deixar o vício”, afirmou.

Ampliação das Unidades

De acordo com o secretário Francisco Deodato, para o primeiro semestre de 2010, está prevista a implantação de mais três Ambulatórios para Tratamento de Fumantes. Atualmente, os ambulatórios funcionam na UBS Armando Mendes e nas Policlínicas Castelo Branco, no Parque Dez, zona Centro-Sul, Comte Telles, no São José 2, zona Leste, e Dr José Raimundo Franco de Sá, no Nova Esperança, zona Oeste.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email