14 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Fucapi amplia qualificação na ZFM

Laboratório inaugurado ontem, amplia possibilidade de PREPARação de mão de obra para o PIM

Com a inauguração ontem do novo laboratório de mecânica e a assinatura do termo de financiamento para a construção de um novo campus da Fucapi (Fundação Centro de Análise e Pesquisa Tecnológica), a Fundação amplia sua estrutura com objetivo de melhor qualificar a mão de obra destinada à indústria. Líderes empresariais apostam na nova estrutura para fortalecer a indústria e, expandir setores como o de plásticos, metalurgia, minério e naval. O complexo de 717 metros quadrados, atenderá já em setembro cerca de 300 alunos de cursos técnicos.
O novo espaço será utilizado para o ensino na área de Engenharia Mecânica, cursos técnicos e cursos de extensão e em parceria com indústrias em três turnos. Segundo o diretor do Departamento de Educação da Fucapi, Niomar Pimenta, o espaço vem atender a um anseio da sociedade e do PIM (Polo Industrial de Manaus), principalmente de áreas como o setor naval, polo de duas rodas, setor metalúrgico, dentre outros.
Para o presidente do Conselho Diretor da Fucapi, Antonio Silva, o laboratório inaugurado aponta novos rumos que devem ser tomados pelo PIM após a aprovação da prorrogação da ZFM. “Vamos buscar alternativas além dos polos tecnológicos. Com os novos 50 anos, a ideia é expandir a indústria para os plásticos, metalurgia, minério e naval, e o laboratório vem para suprir essa necessidade de agentes capacitados”, disse o presidente.

Fim
No evento, o presidente do Conselho Diretor da Fucapi, Antonio Silva, lembrou que o término do contrato de prestação de serviços de informática com a Suframa em março, foi ponto crucial para a renovação. “A quebra de contrato nos dá mais autonomia. Hoje nossa relação com a Suframa é de capacitar os operários em tecnologia, não mais com mão de obra, que agora é própria da autarquia”, o presidente continua, “Para a mão de obra própria, a Suframa já conta com um edital de licitação que provavelmente será publicado nos primeiros dias de setembro”, disse o conselheiro, que também preside a Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas).
O presidente do Cieam (Centro das Indústrias do Estado do Amazonas) Wilson Périco, também aposta na nova estrutura. “Vemos agora o que é dito sempre: é necessário buscar alternativas para a ZFM. Vale lembrar ainda, que o fim do contrato entre Fucapi e Suframa e o concurso próximo, vem cobrir uma lacuna deixada pela não valorização do ensino técnico, que obrigava a autarquia a depender da Fucapi e vice-versa”, fecha.

Desafio
O desafio de convencer o resto do país de que o Amazonas é mais que uma grande área de preservação, é uma das metas do setor industrial nestes novos tempos. Para a diretora-presidente da Fucapi, professora Isa Assef, a produção intelectual e industrial é estimulada com a chegada de novas tecnologias e aportes financeiros. “O nosso novo campus a ser inaugurado em 2015, pode vir a ser o nosso ‘Vale Intelectual da Amazônia’ disse a diretora, fazendo menção ao Vale do Silício (EUA).

O laboratório
Segundo o diretor do Departamento de Educação da Fucapi, Niomar Pimenta, o novo espaço, que recebeu investimentos da ordem de R$ 1,5 milhão da própria Fucapi, atenderá a um anseio da sociedade e do PIM por meio do setor produtivo.
“O diferencial é que agora, iremos atender as indústrias nesta nova fase. Com mais 50 anos pela frente, teremos mais segmentos necessitando de capacitação e inovação, o que só pode ser conseguido no âmbito acadêmico”, resume o diretor. Mais R$ 1 milhão será acrescido aos recursos posteriormente, para a compra de mais equipamentos. Desta vez os recursos serão captados junto ao Banco da Amazônia por meio do FNO (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte).
O superintendente do Basa, Donizete Campos, disse durante o evento, que a chegada de novas empresas, que deverão ser atraídas com a prorrogação da ZFM, faz do Amazonas merecedor de uma atenção especial do banco. “A prorrogação da ZFM trará mais empresas, empregos e divisas. Para viabilizar estes negócios o Basa, dá maiores prazos de carência e menores taxas de juros. No momento, o foco é a educação, mas isto se estende a outras áreas, atendendo aos anseios da comunidade”, afirmou o superintendente.
Durante a solenidade de inauguração do laboratório, também foi assinado pela diretora-presidente da Fucapi, Isa Assef, e pelo presidente do Banco da Amazônia, Valmir Pedro Rossi, o termo de financiamento prevendo recursos da ordem de R$ 13 milhões para a construção do Campus 2 da Faculdade Fucapi, localizado também na av. Danilo Areosa, 381, Distrito Industrial. A aplicação é oriunda de recursos do FNO (Fundo Constitucional do Norte).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email