Franquia de saúde aposta no mercado local

Na mesma proporção que aumenta a carência pelo serviço de saúde no país, os negócios voltados à área ganham cada vez mais espaço possibilitando o acesso da população aos serviços médicos com custos mais baixos. Para atingir essa fatia da população, as franquias de saúde surgem como alternativa para oferecer atendimento rápido, mas sem perder a qualidade. 

Como  modelo de negócio, de saúde acessível, e de extrema relevância, a Clínica da Cidade -rede de Clínicas Médicas trouxe essa proposta para Manaus.  Desde julho deste ano, a primeira unidade na capital (Shopping Cidade Leste) tem oferecido esse atendimento à população manauara. “Estamos com essa unidade em operação e outras duas em fase de implantação”, comenta Jairo Stadler, diretor de expansão da Rede Clínica da Cidade.

Para o diretor de expansão da Rede, os planos de saúde já foram uma opção de melhor acesso à saúde, pois muitas pessoas têm desistido dos planos médicos devido ao alto custo, conforme indicado pela Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), o percentual de reajuste está variando entre 12,21% e 49,81%.

Negócios na área da saúde crescem – Foto: Divulgação

“Estes dois cenários fomentam muito a necessidade de uma saúde acessível e de qualidade, e a Clínica da Cidade se torna essencial para todas estas regiões do Brasil, e reforça a viabilidade deste projeto”. 

De acordo com o diretor, relacionado ao Corpo Clínico, a empresa tem muito êxito em desenvolver esta parceria, pois dispõe de um sistema que atende todas as expectativas do parceiro médico.

Quanto à carência na área médica no Brasil, ele entende que está acima do parâmetro considerado ideal pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que é um médico para cada mil habitantes, enquanto o Brasil possui 2,11, ultrapassando o dobro do requisito necessário.

Com crescimento de forma vertiginosa nas franquias de saúde, com faturamento de R$ 35,2 bilhões em 2020, dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), esse potencial de mercado só serviu para confirmar que a aposta dos franqueados está no caminho oposto à crise. Segundo Stadler, através de estudos de geoanálise, foi possível identificar elevada demanda em consultas e exames na capital amazonense. “Com o conceito da Clínica da Cidade, que é inovador e disruptivo, atendemos com excelência a todos cidadãos manauaras, que buscam uma saúde de qualidade e acessível, sendo também um negócio muito promissor para os nossos franqueados”. 

Como a oferta de medicina acessível é a principal demanda do momento, a rede tem chamado a atenção de muitas pessoas em todas as regiões que têm unidades franqueadas ou unidades próprias da Clínica da Cidade. Principalmente para quem não tem plano de saúde ou quer atendimento particular a preço acessível. “Prestamos este serviço há mais de 20 anos, pois entendemos qual é a “dor” do brasileiro, ou seja, problemas com o alto custo com planos de saúde/reajustes abusivos e a dificuldade de atendimento na rede pública de saúde (SUS), hoje complementarmente dedicado ao atendimento dos pacientes com Covid-19”. 

Ter acesso à Rede da Clínica da Cidade é como ter um plano de saúde, mas você só paga quando utiliza (FFS – Fee For Service). “O que julgamos justo e adequado ao atual cenário brasileiro, pois diante da crise sanitária, a renda diminuiu, o valor de um plano de saúde não “cabe mais” no bolso da população. “Medicina sob demanda” é o futuro e, assim como em outros países, pagaremos apenas pelo que “consumimos”. No caso da saúde, teremos apenas um seguro saúde, em caso de necessidade de internação hospitalar “ , enfatiza ele. 

Estrutura

A unidade Clínica da Cidade em Manaus, segue o modelo Classic, com mais de 200m2, estruturada para atender em 6 consultórios, mais de 20 especialidades médicas, salas de exames e ponto laboratorial. Ainda, todas as unidades já começam operando com pacotes check-ups para toda a família, como o “Coração Saudável”, “Mulheres 40+ e 40-”, “Homens 40+ e 40-“, “Check-up fitness”, “Mamãe 1° trimestre e Pré-Natal”, “Boas festas” (realizado apenas nos finais de ano), “Kids”, “Saúde em Dia Básico” e o “Pós-Covid”, para aqueles que tiveram o histórico da doença.

Atendimento

Para ser atendido pela rede, basta ir à clínica. O atendimento é simples e rápido. No atendimento ao cliente, basta fazer um cadastro simples e informar o atendimento necessário. O paciente, na sequência, é direcionado para a área de espera normalmente, por poucos minutos. O atendimento médico é realizado com a mesma qualidade do sistema particular. Ainda, se necessários exames de imagens ou laboratoriais, dos quais a grande maioria pode ser realizada na própria unidade, pois tem infraestrutura para tal. Caso não cubram, a rede trabalha com parceiros e direciona o paciente para o atendimento fora da clínica.

A clínica trabalha com ou sem agendamento. A proposta é exatamente preencher a lacuna deixada pelos planos de saúde de, muitas vezes, não ter agenda com data aproximada. Além do preço acessível em estrutura de clínica particular, nosso diferencial é o pronto atendimento. Mas vale reforçar que não atuamos como pronto-socorro.

No seu primeiro mês de operação, a clínica realizou  mais de 1700 atendimentos entre consultas e exames. Mais informações em www.clinicadacidade.com.br

Sobre a Rede 

A Clínica da Cidade, rede referência em medicina acessível com 20 anos de atuação no mercado brasileiro e três anos no mercado de franquias, projeta a partir desta inauguração e de outras duas que devem acontecer nos próximos meses na capital amazonense, abrir outras 14 clínicas franqueadas pela região Norte do país nos próximos dois anos. Em Palmas, capital do Tocantins, já tem uma unidade em processo de implantação.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email