Fórum Santos Export vai debater expansão da atividade portuária

A crescente participação do Brasil no comércio internacional vai exigir novos investimentos para atender a demanda de exportadores e importadores, principalmente dos setores industrial e de agronegócios. E dentro desse contexto, o Porto de Santos tem um papel fundamental. No ranking das principais participações dos portos brasileiros na balança comercial referente ao 1º semestre de 2009, Santos lidera com 27% do total nacional, ou US$ 34 bilhões dos US$ 126 bilhões registrados no período.
É com o intuito de debater e buscar soluções para a expansão e modernização do Porto de Santos que será realizada a 7ª edição do Fórum Santos Export. O evento acontece nos dias 25 e 26 de agosto, no Mendes Convention Center.
Considerado o maior e mais significativo evento portuário do país, o fórum vai reunir autoridades governamentais, empresários e executivos do porto, comércio exterior, logística e transportes, dirigentes, executivos e técnicos de empresas portuárias, além de profissionais, especialistas e técnicos de atividades e serviços diversos.
Entre as autoridades confirmadas, estão o ministro da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, o senador Aloízio Mercadante, o secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o secretário Estadual de Transportes, Mauro Arce, o prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, e o secretário Municipal de Assuntos Portuários e Marítimos e presidente do CAP (Conselho de Autoridade Portuária), Sérgio Aquino.
Segundo o coordenador do evento, Fabrício Guimarães Julião, os debates devem reforçar novamente a urgência de medidas para a expansão do Porto de Santos, sobretudo para atender a demanda crescente das exportações dos setores industrial e de agronegócios. “De janeiro a junho de 2009, a movimentação do porto correspondeu a US$ 34 bilhões, 27% do total da balança comercial brasileira, que atingiu US$ 126 bilhões nesse período. É a maior parcela registrada nos últimos 10 anos para esse pe­ríodo”, afirmou Julião. “Os dados, por si só, justificam a necessidade de ampliação e modernização do Porto de Santos”.
Na sua sétima edição, o fórum vai debater os projetos em andamento no Porto de Santos, a necessidade de investimentos e as principais demandas, além da questão da sustentabilidade. Segundo o diretor-presidente da Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo), José Roberto Correia Serra, as principais demandas do Porto de Santos referem-se à melhoria dos acessos terrestres e aquaviário, principalmente nas Avenidas Perimetrais das margens direita e esquerda do porto e aprofundamento do canal de navegação.
A Codesp estima que o valor total dos investimentos públicos e privados estimados para a expansão e modernização do Porto de Santos chegue a US$ 3 bilhões. A previsão da empresa é de que o Plano de Expansão esteja concluído até setembro deste ano.
No dia 25, à tarde, estão previstas uma conferência sobre o “PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) e o Porto de Santos” e uma palestra envolvendo o tema “A importância da atividade portuária como suporte ao setor de Petróleo e Gás”. No segundo dia do evento, 26, serão realizadas três mesas-redondas. Na parte da manhã, duas irão abordar o tema “O Futuro do Sistema Portuário e do Porto de Santos”. À tarde, a programação segue com os temas “A Ampliação da atividade portuária com sustentabilidade ambiental – urbanística e social” e “As demandas dos usuários do Porto de Santos”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email