Fórum de Combate à Corrupção acompanha caso de perto

Membros do Fórum Estadual de Combate à Corrupção foram ontem, 20, às 15h, até o juiz federal Márcio Freitas, que vai julgar os envolvidos na Operação Saúva e Vorax. Estiveram participando da visita, representantes dosindicato dos jornalistas, da Associação dos Docentes da Ufam (Universidade Federal do Amazonas), da OAB-AM (Ordem dos Advogados do Brasil) e os deputados Francisco Praciano (PT) e José Ricardo, além do vereador Waldemir José (PT).
A Operação Saúva foi deflagrada pela Polícia Federal do Brasil, em 11 de agosto de 2006, desmontou um esquema de fraudes emlicitações públicas. Nesta operação a Polícia Federal prendeu cerca de 30 pessoas e cumpriu 64 mandados de busca e apreensão nos estados do Amazonas, Rondônia, Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará e Rio Grande do Norte e no Distrito Federal
Em setembro de 2006, a Polícia Federal enviou à Justiça o relatório do inquérito sobre a “Operação Saúva”, indiciando 46 pessoas, entre as quais vários funcionários da Comissão de Licitação do governo do Estado.
A acusação era de irregularidades na compra de merenda escolar no município de Manaus, no Estado e no Exército e de cestas básicas destinadas a socorrer flagelados da seca que assolara o Amazonas. Além de desvios e superfaturamentos, 230 mil cestas básicas continham produtos deteriorados.
O esquema mostrou práticas contínuas de criação de empresas, do ramo alimentício, para participar diretamente nas licitações públicas, para compor o processo licitatório como coadjuvantes na formação de número de concorrentes.
Segundo a Polícia Federal, foram criadas cerca de 30 empresas em processos licitatórios, sendo que 19 delas movimentaram em torno de 354 milhões de reais nos últimos seis anos, declarando ao fisco receitas na ordem de 27,7 milhões reais no mesmo período.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email