FMI prevê retomada do crescimento da economia

O diretor-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Dominique Strauss-Kahn, disse na sexta-feira que a retomada do crescimento econômica deverá ocorrer no início de 2010. Ele advertiu, no entanto, que isso não significa o “fim total da crise econômica que assola o mundo”.
“Inclusive se o primeiro trimestre de 2010 marcar o retorno ao crescimento, as consequências no campo social demorarão muito mais tempo a chegar”, disse Strauss-Kahn, em referência, entre outros indicadores, à taxa de desemprego.
O diretor do FMI, que participou de um simpósio em Marrakech, no sul do Marrocos, por ocasião do 50º aniversário do Bank al-Maghrib (banco central marroquino), situou o ponto mais baixo da crise em “setembro ou outubro” para, a partir de então recuperar o crescimento positivo no começo do próximo ano.
Strauss-Kahn voltou a indicar a necessidade de mecanismos de supervisão e controle aos países desenvolvidos, da mesma forma que fazem com os emergentes.
“Subestimamos a interdependência entre as economias, não medimos bem a dimensão real da globalização. Talvez nos concentramos muito nos riscos dos emergentes e não nos riscos e fragilidades das economia desenvolvidas”, disse.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email